Meu nome é Emyly Mayara Silva de Almeida, tenho 27 anos, e atualmente resido na cidade de Belém/Pará

Sou formada em Economia pela Universidade Federal do Pará, e recentemente me formei no curso técnico de mineração, e muitos me questionaram.

– Emyly, Por que você saiu da graduação e foi estudar um curso técnico, e porquê mineração?

Simplesmente por que eu sou APAIXONADA por mineração, esse amor vem desde o ensino médio quando tive o primeiro contato com a área, lembro me ainda dos meus 15 anos, quando tentei entrar no curso de mineração, por uns dois anos consecutivos, mas na época, infelizmente não conseguir a vaga e seguir com a minha vida, terminei o ensino médio, entrei em uma das universidades mais concorridas do meu Estado.

E lá pelo oitavo semestre, fiz um trabalho sobre a mineração, e aquela atividade despertou um sonho de adolescente adormecido, que voltara a fazer o meu coração pulsar mais forte. Antes mesmo de terminar a graduação, tentei fazer a prova para passar no curso técnico, e para a minha surpresa fui aprovada.

E durante o curso técnico, minha vida mudou completamente, pois é um “mundo” que poucos conhecem e é tão grandioso e maravilhoso, essa atividade tão importante para a nossa sociedade, e para o nosso futuro, que infelizmente são tratadas como, meros destruidores da natureza. Poucas pessoas sabem mas a mineração está presente em nossas vidas de muitas maneiras, seja na construção de uma cidade ou até mesmo na evolução da tecnologia.

Ao final do curso, depois de dois anos de imersão de conhecimento e das várias visitas técnicas, percorrendo os diversos projetos de mineração do Estado, tive certeza do caminho que escolhi para trilhar, e durante essa jornada aprendi muitas coisas, mas a principal delas foi nunca desistir dos meus sonhos e ter resiliência, muita resiliência.

A vida não é fácil, estudar requer dedicação e amor, pois quando você faz algo que ama, todas as dificuldades se tornam superáveis.

E eu estou escrevendo esse texto, para que outras pessoas também não desistam dos seus sonhos, por mais que eles pareçam “impossíveis” e passe o tempo que for, nunca, mais nunca desista dos seus sonhos e objetivos.Assinada por uma simples estudante, apaixonada por Economia e Mineração.

Deixe uma resposta