Votorantim aprimora gestão de segurança e meio ambiente da divisão de Cal

Com cursos, treinamentos e visitas técnicas nas unidades, projeto reforçou o comportamento em Segurança e Saúde no Trabalho (SST)

Visando proporcionar um método de avaliar e de melhorar comportamentos relativos à prevenção de acidentes no local de trabalho, através da gestão efetiva dos riscos, a Votorantim Cimentos apresentou o trabalho “Gestão participativa de SST no Negócio Cal com ênfase nos trabalhos florestais”, que foi laureado pelo 18° Prêmio de Excelência da Indústria Minero-metalúrgica Brasileira da revista Minérios & Minerales.

O estudo foi desenvolvido por Celso Ricardo Rodrigues da Silva, Werlen Martins Vieira e Eliane Aparecida De Queiroz, todos profissionais da Votorantim Cimentos.

A Votorantim controla a Fibria que é referência no plantio e colheita de eucalipto e tem gestão totalmente independente. No ano de 2014, a empresa realizou várias visitas às operações onde checou as similaridades com a atividade florestal, aproveitando os procedimentos utilizados de forma adaptada a operação de cada um. Esta foi a primeira fase de projeto participativo e como resultado desta fase a VC implantou vários procedimentos operacionais tais como: Integração, organização de áreas de vivência, controle de animais peçonhentos, DDS, APR, trabalhos a céu aberto, entre outros.

Paralelamente as ações com a Fibria, a mineradora introduziu a prática de Comunicação Eficaz de eventos com o uso dos Relatos de Incidentes e divulgação de acidentes durante a prática de todo o DDS nas frentes de trabalho. Com esta etapa, a companhia conseguiu sensibilizar sua força de trabalho e “aprender” com os próprios erros, evitando repetições e conseguindo prevenir novos eventos.

No ano corrente de 2014, os TST do Negócio CAL participaram pela primeira vez do Workshop de SST. “Este evento foi muito importante, pois permitiu uma troca de experiência entre os técnicos que trabalham nas fábricas e no campo, dividindo as experiências e diminuindo as barreiras encontradas na implantação dos procedimentos de segurança nas atividades em geral”, ressalta os autores do estudo.

Segundo eles, nestes eventos foi possível melhorar o planejamento das ações de SST, criando sinergia entre a equipe e principalmente aprimorando o processo de comunicação e alcance dos objetivos traçados. Em 2015, o Negócio Cal foi incluído no processo de auditoria dos Protocolos Críticos da Votorantim Cimentos S/A. Os Protocolos Críticos da Votorantim Cimentos S/A são procedimentos extremamente rígidos que foram criados como guias para se evitar acidentes maiores.

No caso das atividades florestais, a empresa incluiu auditorias em protocolos específicos como: Animais Peçonhentos, Transporte de Madeira, Trabalhos a Céu Aberto e Análise de Risco de forma adicional aos Protocolos da Votorantim Cimentos S/A.

O resultado da auditoria foi extremamente satisfatório, onde a companhia ficou acima de 85% dos objetivos traçados para o primeiro ano de auditoria. Para o ano de 2016, o objetivo é alinhar todos os processos com as demais áreas da VC, de forma a evitar retrabalhos e falta de padronização. Em julho de 2014 foi iniciado a utilização da ferramenta de auditoria comportamental em nossos processos florestais. Primeiramente, a companhia estabeleceu o procedimento e posteriormente promoveu treinamentos aos auditores, com presença obrigatória dos líderes das unidades.

Em janeiro de 2015 a companhia aprovou o projeto que reforça o pilar de melhoria das instalações, contribuindo firmemente para termos um ambiente de trabalho mais seguro. As etapas anuais estão descritas a seguir e serão realizadas em todas unidades:

2016 – Adequação da sinalização de SST, instalação e manutenção dos dispositivos de paradas de emergência dos equipamentos, adequação dos níveis de iluminamento e revisão e adequação dos alarmes de emergência.

2017 – Adequação de escadas e acessos, revisão e testes dos vasos de pressão, adequação dos depósitos de explosivos, construção de abrigos para proteção dos trabalhadores durante detonação/desmonte de rochas e construção de baias de enlonamento de caminhões.

2018 – Revisão e manutenção de proteção de partes móveis de máquinas e equipamentos com prontuários atualizados conforme NR 12, adequar prontuário dos tanques de armazenamento de combustíveis, adequação acústica de cabines de operação da Britagem e instalar proteção inferior nas correias transportadoras de materiais.

2019 – Instalar aterramento de instalações elétricas com prontuário e esquemas unifilares conforme NR 10.

Conheça os autores do projeto

Celso Ricardo Rodrigues da Silva, engenheiro químico e de segurança do trabalho. Graduação em química e engenharia química, com pós graduação em Segurança do Trabalho e MBA em Gestão Ambiental, Rodrigues está desde 2012 na VC e atualmente ocupa o cargo de coordenador corporativo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente.

Eliane Aparecida Queiroz, técnica em Segurança do Trabalho pelo Senai.

Werlen Martins Vieira, técnico de Segurança do Trabalho (Fazendas São Miguel – Itaú de Minas e Arcos).

Leia na íntegra o trabalho “Gestão participativa de SST no Negócio Cal com ênfase nos trabalhos florestais”.

Fonte: Revista Minérios & Minerales

Deixe uma resposta