Categorias

9 de abril de 2021

Dedicada à Redução de Custos na Mina e Planta

Fabiola Xavier, tenho 35 anos e sou Supervisora de Comunicação Corporativa na Ferro +

3 min read

“Quão especial é estar relatando um pouco de mim e meu caminho profissional aqui para vocês.

Prazer, sou Fabiola Xavier, aprendi com meu pai o valor que devemos nos apresentar sempre com nome e sobrenome, tenho 35 anos e sou extremamente apaixonada pela minha profissão.

Desde que nasci morei em uma vila dentro de uma mineração chamada Ferteco.

Meu pai Sebastião Xavier trabalhava lá e meu irmão Fabio Ferreira ingressou de menor aprendiz aos 14 anos.

Com isso, já sabem né? Inicia aqui uma paixão por mineração. Vou contar tudo pra vocês. Vem comigo nessa leitura de um relato de vida bem legal.

Meu pai, retomou os estudos quando eu tinha 9 anos, eu, por vezes, muito ciumenta, ia para a escola com ele e não aceitava que ninguém passasse as matérias a limpo a não ser eu.

Mesmo com letras enormes, assim ele permitia. E foi assim que fui me interessei na área de mineração.

Fiz aos 17 anos um curso técnico em Meio Ambiente. Aos 18 realizei o sonho de ingressar na CVRD atuando no Planejamento de Manutenção na Mecânica da Mina. Estava mega feliz, desenvolvia um mega trabalho. Com isso todos queriam que eu cursasse Engenharia, mas, não era bem isso que queria. Porém, me increvi na faculdade para o curso de Engenharia de Produção.

Eu que sempre gostei de lidar com pessoas muito mais que com números, durei apenas 4 meses nessa turma. Sabia que queria seguir no ramo de mineração, mas não sabia o que fazer.

Comecei a ficar frustrada, até que então tranquei a engenharia e transferi para Comunicação Social – Jornalismo.

Louca sim, ousada também, mas acima de tudo sonhadora.

Nessa migração tive diversos desafios que quase me fizeram desistir, mas segui firme em meu proposito e continuei os estudos, mesmo sendo desligada do PCM, já pela Vale.

Fiquei desempregada por 2 anos, e foquei em manter os estudos. Quando estava no 5º período consegui um estágio no setor de Comunicação da CSN Mineração. Atuei por 1 ano e meio estagiando e fui efetivada como Analista assim que formei. Gratidão por tanto que aprendi e por não ter desistido do meu sonho.

Até então só adquiri mais e mais conhecimentos, fiz MBA em Comunicação Organizacional, pós em Gestão de Projetos Sociais e vários cursos de curta e média duração.

Em 2017 iniciei uma jornada incrível na Ferro+ Mineração, como Analista de Comunicação. Em 2020 fui promovida a Supervisora de Comunicação, sendo responsável pela comunicação de todo o grupo J. Mendes. Ali via que o sonho era possivel, era real e incrível.

Tenho extremo amor pela minha profissão, pela atual empresa que trabalho e em lidar com as pessoas. A cada dia me reinvento e convivo com pessoas que me inspiram sempre.

Em pensar que foi desafiador chegar até aqui, que muitas vezes pensei em desistir e que no meio da trajetoria, sofri um preconceito pelo meu tom de pele e tipo físico… sim um absurdo isso, mas quase roubaram meu sonho. Mas eu confiei em mim, na minha capacidade e o principal, olhei pra trás e vejo o quanto batalhei na trajetoria que estava percorrendo. E isso me deu mais força.

Hoje sou extremamente feliz, realizada, tenho muito orgulho da profissional “PHODA” que me tornei e muito mais em ser esse ser singelo de mulher dentro desse ambiente mais masculino podendo trazer sutileza e doçura no maravilho mundo da mineração.”

Deixe uma resposta