Programa na Mina Ferro+ desenvolve 79 projetos de melhorias

Augusto Diniz – Ouro Preto/Congonhas (MG)

A Ferro+, planta de minério de ferro da J.Mendes, com acesso próximo à cidade de Congonhas (MG), realiza importante Programa de Excelência Operacional, que já desenvolveu 79 projetos. A iniciativa obteve importantes resultados de redução de custos e de eficiência operacional na mina e na planta. Heitor Coutinho, coordenador de Planejamento de Mina e Excelência Operacional da empresa, conta que cada R$ 1 investido no programa o retorno é de R$ 97,92, com tempo médio de cada projeto 5,4 meses. Mais de 100 colaboradores da mineradora já foram envolvidos na iniciativa desde seu começo.

O programa teve início em abril de 2018. Três turmas, envolvendo
um total 33 profissionais, foram treinados até agora dentro do
programa baseado na metodologia Lean Six Sigma de esforço colaborativo.
Cada instrução leva seis meses.

Um dos projetos desenvolvidos a partir dessa metodologia foi o de redução de consumo combustível de caminhões e escavadeiras, que gerou economia de 9,8% à mineradora. O trabalho foi desenvolvido logo no início do programa por um profissional da empresa que não chegou a se integrar às turmas e teve formação avançada da metodologia Six Sigma.

As ações para reduzir o consumo de combustível envolveram a utilização da marcha ideal no veículo com os locais da mina sinalizados para isso; adoção de sistema automático de desligamento de veículo; ajustes feitos nos motores; módulo bloqueador para não operar em potência máxima e substituição de alguns veículos da frota por outros de maior porte.

Outro braço do programa remete a metodologia Kaizen de melhoria
contínua no dia-a-dia. Nesta iniciativa já ocorreram duas turmas com a qualificação de 74 profissionais.

Um projeto de melhoria de ergonomia para troca de separadores magnéticos foi aplicado dentro desse braço do programa. A solução foi a adoção de um carrinho sob trilhos para fazer a troca do dispositivo, diminuindo os riscos do profissional no manuseio da peça.

As ações desse projeto incluíram elaboração do novo dispositivo, validação e testes.

Aperfeiçoamento

Em janeiro de 2019 fez-se aperfeiçoamento do Programa de Excelência com mapeamento de 13 processos gerenciais da empresa, para desenvolvimento tanto nas metodologias Six Sigma como Kaizen, explica Heitor Coutinho. O mapeamento de processos envolveu operação ITM (instalação de tratamento de minério), operação da mina, manutenção de equipamentos móveis, manutenção industrial e segurança do trabalho.

Projetos desenvolvidos na mineradora foram premiados internamente pela J. Mendes. Um deles otimiza a alimentação da britagem primária com a instalação de uma pinça para remover material que eventualmente trave o britador. Outro fez a redução do consumo específico do floculante no processo de flotação do minério de ferro.

Há ainda projetos de melhorias da iluminação da mina e da planilha de transporte e refeição de pessoal.

“Os desafios agora do programa são buscar terceiros qualificados para promover bons projetos internamente; encontrar as melhores oportunidades na empresa e a gestão do programa, como acompanhar, dar apoio e monitorar os projetos”, diz o coordenador.

A perspectiva dele é de a mineradora ganhar cultura de melhorias, capacite mais profissionais e evolua para outras metodologias.

Nesse período, foram ou estão sendo desenvolvidos na metodologia Lean Six Sigma 35 projetos e na Kaizen, 44.

Tecnologia

O Programa de Excelência Operacional tem um braço de tecnologia.

Por meio do Mining Hub, programa de desenvolvimento de inovação no setor de mineração, a J.Mendes desenvolve desde março de 2019 com a startup Logpyx um projeto de redução de tempo de permanência da frota.

Com isso, a empresa pretende melhorar o movimento na planta dos caminhões de logística (de 25 t a 38 t), para transporte dos produtos lump, hematitinha, sinter feed e pellet feed.

A Ferro+ teve recorde de produção de minério de ferro em 2019, alcançando 6,8 milhões de toneladas.

Deixe uma resposta