Categorias

19 de outubro de 2021

Ana Luísa Assunção – 25 anos, Trainee em engenharia na planta da Imerys em Mogi das Cruzes

“Sou engenheira química e o sonho de desbravar novos horizontes me trouxe ao ramo de mineração. Sou natural de Campinas (SP), onde pude realizar o ensino médio em conjunto com o curso técnico em química em um dos colégios públicos mais renomados de minha cidade. Minha primeira formação me possibilitou iniciar no mercado de trabalho aos 17 anos, como técnica em química.

Com o grande apoio da minha família e a breve, porém intensa bagagem profissional adquirida, foi possível escolher com mais facilidade meu curso superior, e aos 24 anos me formei como engenheira química na Universidade São Francisco. Na faculdade, pude atuar em diferentes atividades com estágios muito enriquecedores, desde a área de vendas em um laboratório de análises ambientais até um estágio de dois anos na área de qualidade, em uma grande empresa automotiva. Nestas experiências pude desenvolver habilidades pessoais e técnicas que me permitiram chegar ao meu último estágio antes da conclusão do meu curso, na empresa de mineração Imerys.

Desde o início, a área de beneficiamento de minérios me pareceu um grande desafio, eu me vi novamente fora da minha zona de conforto em um ambiente extremamente dinâmico, intenso e ainda muito masculinizado. Tive a alegria de conviver com excelentes profissionais que foram mentores na minha carreira e, após 11 meses, concluí meu estágio em planejamento de operações para me tornar trainee em uma planta distante da minha cidade natal, em Mogi das Cruzes.

Topei o novo desafio de iniciar minha carreira como engenheira em uma importante unidade da minha empresa, com o extremo anseio de desbravar novas possibilidades, aprender com grandes profissionais e principalmente estar perto do operacional, onde sempre quis atuar. Os desafios na fábrica são diários, porém aprender coisas novas, ouvir o que as pessoas têm a me dizer e defender novas ideias me motivam todos os dias a trabalhar! Minha área de atuação como trainee está focada principalmente na melhoria contínua dos processos, por isso a troca entre eu e meus colegas é sempre intensa. Hoje posso dizer, que embora diariamente cercada por homens na produção, me sinto completamente à vontade para expor minhas ideias e posicionamentos, e é claro, ouvi-los. Sinto que estamos conquistando cada vez mais os nossos espaços e me orgulho por fazer parte desta revolução!”

Please follow and like us:

Deixe um comentário

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp