VLI e CBA investem em modal ferroviário para o transporte de bauxita

A VLI, companhia de soluções logísticas que integra terminais, ferrovias e portos, e a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), anunciam um novo passo de sua sólida parceria, existente há mais de dez anos: um contrato de longo prazo que permitirá, a partir de 2020, o transporte, por modal ferroviário, de um volume anual de 1,5 milhão de toneladas de minério de bauxita, partindo das minas de Barro Alto (GO) e Poços Caldas (MG) até a fábrica da CBA em Alumínio (SP).

As duas companhias implementaram diversas ações com foco em produtividade e eficiência, tais como o aumento na extensão dos trens, de 70 para 90 vagões; ganho de peso médio da frota através de melhor aproveitamento dos vagões e melhores níveis de performance nos processos de carregamento, descarga e _transit time_ (circulação).

A VLI realizou, ainda, investimentos para ampliar a capacidade dos fluxos de transporte, incluindo a modernização do parque de locomotivas, a ampliação da frota de vagões e a construção de novos pátios ferroviários na malha para melhor cadência dos trens.

Para contribuir com a estratégia de longo prazo da CBA, está em andamento a instalação de uma linha ferroviária adicional, que ampliará a capacidade de circulação de trens na fábrica de Alumínio (SP) e reduzirá o tempo de permanência nos pátios intermediários, gerando impacto positivo no giro dos ativos ferroviários. A CBA aportou cerca de R$ 5 milhões na expansão do espaço e as melhorias devem ser concluídas no início do próximo ano.

Roseli Milagres, diretora de Supply Chain da CBA, ressalta a importância de estabelecer parcerias valiosas para a estratégia de longo prazo da Companhia, considerando seu modelo de negócio verticalizado. “A utilização do modal ferroviário é essencial para garantir a eficiência da nossa operação, assegurando também competitividade em custos. A VLI nos auxilia a continuar desempenhando um papel de liderança nas Américas ao oferecer uma solução ágil e segura”, destaca.

Para Fabiano Lorenzi, diretor comercial da VLI, as melhorias implementadas nos serviços fortalecem a integração com o cliente e ajudam a impulsionar o desenvolvimento tanto do setor industrial, quanto de logística. “A renovação da parceria com a CBA confirma o propósito da VLI de servir, oferecendo soluções eficientes, confiáveis e integradas ao negócio dos nossos clientes, com visão de longo prazo, contribuindo positivamente para a competitividade e desenvolvimento da indústria nacional”, explica o executivo. A VLI movimenta, dentro do seu mix de industrializados e siderurgia, insumos e produtos como minério de bauxita, carvão, derivados de petróleo, celulose, bobinas de aço, entre outros. A companhia está presente na região Centro-Oeste, especialmente nos estados de Goiás e Distrito Federal, por meio de sua concessionária, a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA).

Caminho sustentável

O transporte ferroviário traz benefícios que vão além das vantagens econômicas. O menor impacto ambiental é um deles já que há redução das emissões provenientes do consumo de combustíveis derivados de petróleo e menor consumo de produtos do segmento petroquímico, como pneus, por exemplo.

Um estudo lançado pela consultoria GO Associados sobre as vantagens do setor mostra que, a cada 10 milhões de toneladas transportadas pelo modal ferroviário, em detrimento do rodoviário, é possível obter uma redução da emissão de 2,2 milhões de toneladas de CO², o equivalente ao plantio de 442,5 mil árvores nativas.

“A sustentabilidade é o ponto de partida que orienta e estrutura nossas ações e investimentos. Desde 2014, o volume de bauxita transportado nesse trecho vem aumentando, por isso a opção pelo modal ferroviário ratifica esse compromisso”, reforça Roseli Milagres. “Por meio de uma menor geração de gases de efeito estufa no transporte de matéria prima, contribuímos para uma produção mais verde e uma trajetória de desenvolvimento cada vez mais eficiente”, finaliza.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta