Barragens em Goiás deverão ser extintas de acordo com decisão da ANM

 A Agência Nacional de Mineração (ANM) determinou extinção de barragens de mineração localizadas em Goiás até agosto de 2021. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União.

As estruturas foram alteadas a montante e o órgão as classificou de alto dano potencial.

As barragens são do MSG, em Crixás e Unidade I, em Ouvidor. 

A barragem de Ouvidor é operada pela CMOC sendo pertencente à produção de Nióbio.

A de Crixás é operada pela Mineradora Serra Grande, de ouro, da AngloGold Ashanti.

A CMOC Brasil informou que nenhuma de suas estruturas apresenta risco, além de serem licenciadas e regularmente fiscalizadas pelos órgãos competentes.

Já a AngloGold Ashanti informou que já havia se antecipado à resolução e que tinha decido alterar o método de disposição de sua barragem em Crixás (GO). A mineradora pretende implantar sistema de empilhamento a seco. 

A empresa garantiu a segurança da barragem Serra Grande, com padrões e normas nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta