MMX:compras de carvão de empresas denunciadas pela PF foram suspensas

O grupo MMX, controlado pelo empresário Eike Batista, informou hoje, em nota, que suspendeu as compras de carvão de empresas denunciadas pela Polícia Federal durante a operação Ouro Negro, no Mato Grosso do Sul.

A MMX divulgou que a medida foi preventiva e feita em apoio às instituições públicas envolvidas nas investigações” O grupo lembrou que tem um acordo com o Ministério Público Estadual, onde assume a obrigação de não comprar carvão produzido a partir de madeira nativa da região do Pantanal, a menos que essa produção tenha origem em material lenhoso cuja licença de desmatamento seja anterior a julho de 2006. A empresa nega as acusações de que teria feito compras irregulares, alegando que a licença da carvoaria fornecedora da companhia foi expedida em dezembro de 2006. “A MMX tem adquirido carvão apenas de fornecedores que apresentem licenças para suas operações advindas dos órgãos públicos competentes”, diz a nota.
Fonte: Padrão

Deixe uma resposta