Mineradoras reivindicam que a alíquota do ICMS permaneça em 12%

Em 30 de abril, acontece o fim do período estabelecido para a alíquota reduzida do setor de brita do ICMS. Com isto, o valor do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços sobe para 13%. O Sindicato da Indústria da Mineração de Brita, Areia e Saibro do Rio Grande do Sul (Sindibritas) e a Associação Gaúcha dos Produtores de Brita, Areia e Saibro (Agabritas) estão mobilizados pela manutenção dos 12%.

O assunto foi abordado em encontro recente do presidente do Sindibritas e da Agabritas, Pedro Antônio Reginato, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

“Mesmo com a redução para 12%, essa é a maior alíquota de ICMS de brita do Brasil. É fundamental que haja essa compreensão. É necessário fazer com que nossas atividades avançem e, com isso, que as empresas gerem mais empregos e renda”, afirma o executivo.

Fonte: Redação MM

Deixe uma resposta