Jader dos Santos Miranda, coordenador de engenharia da Vale, concorre na premiação com o “Projeto e implantação de planta de britagem secundária circuito aberto – mina Fazendão”.

O que motivou apresentar um projeto para concorrer 22° Prêmio de Excelência da Indústria Minero-Metalúrgica Brasileira?

A Minérios e Minerales é uma revista de grande relevância e traz conteúdo de muita qualidade para os leitores/público em geral que trabalha na Indústria brasileira. Tive a experiência de ter um trabalho premiado em 2017 neste referido evento. É sempre uma honra participar.

Qual a importância profissional de desenvolver projetos na mina e na planta para a mineradora na qual trabalha?

Trabalhos motivados em tirar o homem das atividades de risco, desenvolver novos processos, novos produtos e novos fornecedores. Isto se faz possível se focarmos na excelência dos nossos processos e confiabilidade dos ativos. Trabalhamos fortemente em projetos que gerem valor para as pessoas e para a companhia.

Como avalia trocar experiências em um evento de apresentação de projetos realizados pelas mineradoras?

É uma satisfação entender um pouco mais do que vem sendo desenvolvido na indústria, trocar experiências e expandir os conhecimentos. A ideia é poder difundir um pouco mais as formas de enxergar os desafios e criar soluções inovadoras. O ano 2019 foi extremamente desafiador pra Vale e obtivemos muito êxito na criação de solução para continuidade operacional do complexo Mariana. O projeto e implantação da planta de britagem secundária circuito aberto da mina Fazendão é uma solução não convencional, muito desafiadora que permitiu a integração da equipe em busca de formas seguras e economicamente viáveis.

Deixe uma resposta