Investidores chilenos e sauditas construirão usina de dessalinização

Para atender a alta demanda por água nos projetos de mineração na região do Atacama chileno, investidores locais e sauditas estão comprometidos em aumentar a disponibilidade do recurso na área. O plano inclui o investimento de pelo menos US$ 500 milhões para construção de uma usina de dessalinização com capacidade de produção de 2.600 l/s, tornando-se a maior da América Latina.
Atualmente, a mineradora BHP tem uma planta de dessalinização em operação com capacidade de 2.500 l/s na região de Antofagasta. O operador do projeto é a Enapac, sociedade de propósito específico constituída pelas empresas chilenas Trends e Almar Water Solutions, e a saudita Abdul Latif Jameel Energy & Environmental Services.

[themoneytizer id=24055-28]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *