Equador realiza a sua 2ª maior exportação de cobre à China

O Terminal Marítimo de Puerto Bolívar, no Equador, realizou o segundo maior embarque de concentrado de cobre para China. Foram exportados 36 mil t do minério para o país oriental.

Os principais produtos exportados pelo Equador para os chineses são banana e camarão. O cobre passou a ter papel importante na balança comercial após o início da operação, no meio do ano passado, da mineradora Mirador no território equatoriano – ela é a responsável pelo expressivo embarque do concentrado de cobre em Puerto Bolívar.

A Mirador, de propriedade chinesa, fica no sul do Equador, e a sua instalação foi um esforço do governo local para impulsionar a mineração no país.

O Equador, um país andino vizinho à segunda maior produtora de cobre do Peru, possui grandes reservas minerais, mas está apenas começando a desenvolver projetos de mineração em escala industrial.

Mirador tem cerca de 3,2 milhões de toneladas de reservas de cobre, além de 3,4 milhões de onças de ouro e 27,1 milhões de onças de prata.

A Ecuacorriente, subsidiária do consórcio chinês CRCC-Tongguan, é que tem a concessão para explorar 30 anos a mina equatoriana. A operação espera produzir 94.000 t de concentrado de cobre por ano. A empresa investiu cerca de US$ 1,4 bilhão no projeto.

Outros grandes projetos de mineração no Equador incluem a mina de ouro Fruta del Norte, da Lundin Gold; a mina de cobre, ouro e prata de Cascabel, da Solgold; e a mina de cobre Llurimagua, a ser operada pela Enami do Equador e Codelco do Chile.

Deixe uma resposta