Vale inicia em abril fase de descaracterização da segunda barragem em MG

As nove estruturas alteadas a montante da Vale no Quadrilátero Ferrífero em Minas Gerais relacionadas para perder a função de barramento pela mineradora, como plano para reincorporá-las ao meio ambiente, a de Fernandinho, no Complexo de Vargem Grande, em Nova Lima, inicia em abril a sua efetiva descaracterização.

Quando concluir o serviço em Fernandinho, ela será a segunda barragem descaracteriza pela Vale – a primeira foi a B8, na mina desativada de Águas Claras, também em Nova Lima, com os trabalhos encerrados no final do ano passado.

Em 2019, a barragem de Fernandinho sofreu inicialmente processo semelhante realizado nas outras oito barragens da mineradora a serem extinguidas, e isso inclui retirada da água superficial, construção de canais no entorno, reforço e estabilização da estrutura.

A fase de descaracterização em que passa a partir de abril a barragem de Fernandinho envolve a retirado do alteamento e reconformação do terreno.

Apesar das restrições por conta do Convid-19, a Vale informa que, por enquanto, os trabalhos seguem também nas outras sete barragens, seguindo o planejado, inclusive das três estruturas de contenção a jusante de grandes dimensões.

Deixe uma resposta