Vale deve vender mais oito ativos em um ano

A Vale anunciou no dia 7 de novembro que está trabalhando em um programa de desinvestimentos. De acordo com a companhia, a estratégia de vender ativos não essenciais já permitiu um maior controle da dívida e o aumento da distribuição de dividendos. Neste ano, a Vale já realizou vendas de ativos na ordem de US$ 3,15 bilhões.

Atualmente, a Vale possui pelo menos mais oito ativos na fila para futuros desinvestimentos e que devem sair do portfólio da mineradora até o fim de 2014. O foco está em operações ligadas ao mercado de alumínio, bauxita e cobre. A estimativa é que a companhia possa embolsar US$ 3,5 bilhões nesse processo, apenas considerando a venda de ativos que, na percepção do mercado financeiro, têm mais chance de sair no curto prazo. Além desses ativos, ainda constam na lista de possíveis operações que podem entrar no processo de desinvestimentos os ativos do setor de óleo e gás que a empresa ainda possui e parte de sua frota de navios, além da possível busca de um parceiro para sua mina de níquel de Thompson, no Canadá.

Na visão de analistas, a venda de ativos terá um papel importante para injetar capital na mineradora e ajudá-la a financiar sua expansão sem que haja um peso negativo no demonstrativo financeiro da empresa. Os recursos podem ajudar a financiar o maior projeto da indústria mundial, o megaprojeto Serra Sul, orçado em quase US$ 20 bilhões.

Fonte: Revista Minérios & Minerales

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *