Categorias

23 de janeiro de 2021

Dedicada à Redução de Custos na Mina e Planta

Vale compra minas de carvão na Colômbia por US$ 300 milhões.

2 min read
Vale compra minas de carvão na Colômbia por US$ 300 milhões.

A Vale comunica que assinou um contrato de compra e venda para adquirir 100% dos ativos de exportação de carvão da Cementos Argos S.A. (Argos) na Colômbia por US$ 300 milhões.

A Argos, que possui ações listadas na Bolsa de Valores de Colombia, é uma das maiores produtoras de cimento da América Latina. Ela detém operações de cimento, concreto e agregados nos Estados Unidos, Panamá, Venezuela, Haiti e República Dominicana.

Localizados na maior região produtora de carvão da Colômbia – o departamento de Cesar, os ativos de carvão da Argos consistem em duas concessões minerais: (a) El Hatillo, mina a céu aberto com produção esperada para 2008 de 1,8 milhões de toneladas métricas de carvão térmico, em processo de ramp up para atingir a capacidade nominal de 4,5 milhões de toneladas métricas ao ano em 2011; e (b) Cerro Largo, em estágio de exploração. As duas concessões minerais possuem, em conjunto, potencial de 500 milhões de toneladas métricas de recursos geológicos não auditados.

O depósito de Las Cuevas, parte da concessão mineral El Hatillo, apresenta o maior potencial de recursos adicionais e a Vale concordou em realizar um pagamento extra com preço fixo por tonelada métrica de recursos medidos e indicados de carvão que exceder 50 milhões de toneladas métricas, após campanha de perfuração confirmatória a ser concluída dentro de dois anos.

Os ativos de logística da Argos também estão incluídos no acordo. A empresa possui participação de 8,43% no consórcio Fenoco que detém a concessão e operação da ferrovia que liga as concessões minerais de carvão ao porto Rio Córdoba – SPRC. Além disso, possui 100% da concessão deste porto, localizado na costa caribenha do departamento de Magdalena. A produção de carvão, que atualmente utiliza caminhões para o transporte até o porto, começará a ser transportada por ferrovia no início de 2009.

Os investimentos no segmento de carvão são uma parte importante da estratégia de crescimento da Vale.
Possuímos operações de carvão na Austrália, no Hunter Valley e Bowen Basin, e duas joint ventures, sendo uma mina de carvão e a outra uma coqueria, na China. A Vale possui ainda projetos de carvão em diversos estágios de desenvolvimento na Austrália, Mongólia e Moçambique. Como a Colômbia é o terceiro maior exportador de carvão térmico de alta qualidade no mundo, dado o baixo teor de enxofre e alto poder calorífico, a Vale visa à construção de uma nova plataforma de ativos de carvão no país de modo a expandir suas opções de crescimento neste segmento.
Fonte: Padrão

Deixe uma resposta