Senadores visitam órgão que regulamenta mineração submarina na Jamaica

A exploração de minérios no fundo do mar é um tema que dominará os debates no mundo nos próximos anos, afirmou o senador Marco Antônio Costa (DEM-TO), após reunião com o secretário-geral da Autoridade Internacional do Fundo do Mar (Isba), Satia Nandan, em Kingston, Jamaica. O senador faz parte da comitiva da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) que está em visita oficial a cinco países do Caribe.

– É a abertura de novas fronteiras de exploração de recursos naturais. E essa autoridade vai disciplinar esses bens – explicou o senador pelo Tocantins. Durante a reunião com os senadores, o secretário-geral Satia Nandan afirmou que "nunca houve uma organização internacional destinada a gerenciar um bem comum da Humanidade em benefício de todos os povos". Ao fim da reunião ficou acertado que Nandan irá ainda este ano ao Brasil para participar de audiência pública na CRE.

A Autoridade do Fundo do Mar é responsável pela normatização das atividades de exploração de minérios no fundo dos oceanos e em seus subsolos além dos limites das jurisdições nacionais. Esses recursos são patrimônio comum da Humanidade. A Isba também promove pesquisas científicas marinhas com intuito de melhor conhecer o leito dos oceanos e proteger o meio ambiente.

Fazem parte da comissão de senadores que visita cinco países caribenhos, além de Marco Antônio Costa, os senadores Heráclito Fortes (DEM-PI) – presidente da CRE -, Virgínio de Carvalho (PSC-SE) e Geraldo Mesquita Júnior (PMDB-AC). A delegação de senadores já passou pela Guiana e pelo Panamá e visitará ainda a República Dominicana e o Haiti antes de voltar a Brasília.
Fonte: Padrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *