Projeto aumenta disponibilidade de retomadora

Melhorias resultaram no aumento do MTBF das rodas equalizadoras,gerando uma economia de mais de R$ 156 mil

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA),empresa do Grupo Votorantim, apresentou o projeto “Manutenção da retomadora tipo ponte B3RT02” no VII Workshop Redução de Custos na Mina e na Planta da revista Minérios & Minerales. O trabalho, proferido por Ricardo Cesar Padilha, engenheiro de manutenção da CBA, foi motivado em função da baixa disponibilidade da retomadora B3RT02, que era de 75,3%, tendo seu custo anual de manutenção em R$ 255.144,00.

Ricardo Cesar Padilha, engenheiro de manutenção da CBA

A fabricante estimou em 30 dias o MTBF (Mean Time Between Failures ou Tempo Médio Entre Falhas) das rodas equalizadoras, após as ações de melhoria este índice subiu para 240 dias. Dentre as medidas contempladas pelo projeto está a revisão geral do circuito de lubrificação da retomadora, a instalação de raspadores, caçambas e placas de desgaste nos shuts, revisão e modificação da cremalheira e revisão do acionamento da roda da caçamba, entre outros.

Somente com a modificação realizada nas caçambas, a empresa deixou de gastar R$ 43.000 por ano. Além disso, com a diminuição das intervenções das rodas equalizadoras houve uma redução em 86% na exposição do empregado ao risco.

Ao todo, a empresa economizou R$156.376,00 em revestimento para rodas. “A sustentabilidade do projeto está garantida através da elaboração de planos e técnicas de manutenções preventivas e preditivas e solicitação de pontos de abastecimento para itens estratégicos”, ressalta Padilha.

Além de Ricardo Padilha, participaram da elaboração do projeto Bruno Henrique Cruz (planejador de manutenção), Robson Pires (supervisor de manutenção), José Marcondes (mecânico), Donizete Alves (mecânico), Edmilson Souza Santana (mecânico de manutenção), Júlio Cesar Bueno (mecânico) e Rubens Ribeiro (mecânico).

Trabalho foi motivado em função da baixa disponibilidade da retomadora B3RT02

Dentre as medidas do projeto está a instalação de raspadores, caçambas e placas de desgaste nos shuts

Fonte: Revista Minérios & Minerales

Deixe uma resposta