Categorias

21 de outubro de 2021

Nova tecnologia para filtragem de água

As equipes das secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDE) e de Infraestrutura Hídrica e Saneamento da Bahia discutiram a viabilidade técnica para a implantação de um projeto de mineração nos municípios

As equipes das secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDE) e de Infraestrutura Hídrica e Saneamento da Bahia discutiram a viabilidade técnica para a implantação de um projeto de mineração nos municípios baianos de Jeremoabo e Camaçari, envolvendo a tecnologia ‘Gravel Pack’. Trata-se de sistema que utiliza uma areia especial como filtro, retirando até 90% das impurezas da água na primeira filtragem e alcança até 95% de redução de impurezas em uma segunda etapa. Segundo informações da SDE, o Gravel Pack permite, além de maior pureza na oferta de água tratada, a redução de custos operacionais em aproximadamente 50%.

Os investimentos iniciais somam R$ 12,5 milhões distribuídos entre obras e equipamentos, alcançando, até 2018, recursos da ordem de R$ 270 milhões, totalmente custeados pela empresa interessada na extração da areia. O projeto já está inscrito no Programa Desenvolve da SDE e os primeiros testes com filtragem da água pela areia foram validados pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa).

A ideia é que a planta de Jeremoabo faça a extração e a logística de exportação seja feita pelo município de Camaçari. A empresa fornecedora do produto possui certificação internacional, é brasileira e única detentora da tecnologia no País.

“Outra vantagem dessa tecnologia é que ela não utiliza substâncias químicas de qualquer espécie em seus produtos e subprodutos, nem lançam no ar resíduos ou partículas finas que provoquem suspensão”, explicou Cássio Peixoto, secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Governo da Bahia.

Para Jorge Hereda, secretário da SDE, o projeto é competitivo e tem todas as condições para a implantação. “Trata-se agora de seguir as tramitações necessárias, alinhando as necessidades do projeto às possibilidades do Governo”, comentou Hereda.

Entre os produtos a serem minerados estão a areia propante – utilizada como selante de fraturas no assoalho rochoso advindos da perfuração de poços –, a areia filtrante para limpeza de águas pluviais, fluviais e aquíferos, a argila industrial usada para isolamento térmico e tratamento de fissuras estruturais, além dos finos que servem como selante suplementar para poços de petróleo ou como componentes para fabricação de argamassas na construção civil e poços artesianos.

João Carlos Tupinambá assume a presidênciadas INB

João Carlos Derzi Tupinambá, presidente da INB

O novo presidente das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), João Carlos Derzi Tupinambá, tomou posse no dia 19 de janeiro em Brasília (DF). Ele substituiu Aquilino Senra Martinez. No mesmo dia, também foi empossado o novo diretor de Recursos Minerais da INB, Laércio Aguiar da Rocha. Os dois foram nomeados pela presidente Dilma Rousseff. Tupinambá é funcionário da INB, com formação em engenharia mecânica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e especialização em Administração Pública Empresarial e em Gestão Empresarial.

JCB do Brasil contrata novo diretor deVendas e Marketing

Alisson Brandes, diretor de Vendas e Marketing da JCB do Brasil

Alisson Brandes assumiu a direção de Vendas e Marketing da JCB do Brasil, empresa britânica fabricante de retroescavadeiras.

O executivo formado em Engenharia Civil pela Escola de Minas de Ouro Preto e com MBA em Gestão Estratégica pela UFMG já atuou em operações no mercado de equipamentos de construção brasileiro e internacional. Brandes especializou-se em vendas, pósvenda, retenção, desenvolvimento e recrutamento de distribuidores.

Além disso, teve passagem pela Baloworld (Caterpillar), Grupo Volvo e Brasif.

O executivo chega na JCB do Brasil para contribuir com o aumento na participação de mercado da empresa, assegurar a utilização plena da capacidade instalada da fábrica, recuperar a liderança nacional em retroescavadeiras e colaborar para que a companhia, atualmente responsável pela venda de uma a cada três retroescavadeiras comercializadas mundialmente, se mantenha como referência para os clientes.

Brandes dará continuidade aos projetos anteriormente liderados por Nei Hamilton Martins, que passará a contribuir como conselheiro da empresa.

Novo presidente de minério de ferro naAnglo American

Pedro Borrego, presidente interino da Unid. Neg. Min. de Ferro da Anglo American

A Anglo American nomeou Pedro Borrego como presidente interino da Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil. Ele assumiu o cargo em 1º de janeiro de 2016, após ter atuado como diretor de Recursos Humanos, Assuntos Corporativos, Segurança e Saúde e Desenvolvimento Sustentável da unidade entre 2008 e 2014.

“Fiquei muito honrado com a nomeação. Temos um grande desafio pela frente, que é conduzir a empresa neste difícil momento do setor de mineração e concluir o ramp-up do Sistema Minas-Rio.

Estou empenhado para executar esse trabalho da melhor forma”, ressalta Borrego.

O executivo se reportará a Seamus French, que lidera o recém-formado negócio de Bulk Commodities, composto pelos ativos de carvão e minério de ferro da empresa. “Os sete anos nos quais Pedro esteve na Minério de Ferro Brasil o colocam em posição ideal para assumir o cargo de presidente, uma vez que tem conhecimento e domínio dos desafios atuais nas diferentes partes do negócio do Minas-Rio, fundamentais no momento em que damos continuidade ao ramp-up até a sua plena capacidade de produção e otimizamos nossos custos”, destacou French.

Fonte: Revista Minérios & Minerales

Please follow and like us:

Deixe um comentário

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp