Categorias

23 de novembro de 2021

Jaguar Mining investe em tecnologia para implementar melhorias na mina Pilar

Jaguar Mining

Uma estrutura de comunicação foi instalada no interior da mina para que empregados tenham acesso à internet, ramais de telefone e câmeras.

Sempre buscando proporcionar um ambiente de trabalho confortável, acolhedor e seguro, a Jaguar Mining, mineradora com foco na exploração de ouro, acaba de implementar importantes melhorias no interior da mina Pilar, localizada no distrito de Brumal, em Santa Bárbara, Minas Gerais. Entre os investimentos está a instalação de um “backbone”, uma estrutura de rede para dados com tecnologia mais robusta, estável, que irá suportar novos serviços no local.

A nova estrutura permitirá uma ampliação do sistema de telefonia, com o uso de ramais, e instalação de wi-fi, com acesso facilitado a computadores e tablets. Além disso, foram instaladas câmeras de monitoramento e várias outras funcionalidades. “Mais do que melhorar a comunicação, esse é um investimento que tem como objetivo aprimorar a segurança da mina e oferecer melhores condições de trabalho aos nossos empregados, colocando em prática nosso valor Dano Zero”, disse Rogério de Lima Lopes, gerente geral do Complexo CCA da Jaguar Mining.

De acordo com Rogério, com a nova infraestrutura de TI da oficina subterrânea, será possível realizar a gestão à vista dos equipamentos em manutenção. “Da mesma forma, os processos internos serão mais ágeis e seguros, já que será possível realizar reuniões online no interior da mina,  solicitar peças via sistema, trocas de turnos, enviar relatórios, entre vários outros benefícios.”, completou. Na próxima fase do projeto, a mesma melhoria estará disponível também na mina Turmalina, na unidade MTL, em Conceição do Pará.

Além do backbone, dois exaustores centrífugos de 600cv cada, foram instalados no Sistema de Exaustão principal da mina Pilar, a fim de melhorar as condições de ventilação e temperatura para os trabalhadores. De acordo com o gerente de Engenharia da Jaguar, Rafael Bueno, os exaustores são totalmente automatizados, monitorados e operados à distância, na sala de despacho da mina, o que torna o sistema ainda mais seguro. “Os equipamentos estão funcionando desde o início do mês de outubro e já foi possível perceber uma redução de aproximadamente três graus na temperatura”, explicou. A função dos exaustores é proporcionar uma maior vazão do ar e, consequentemente, mais conforto e melhores condições de trabalho para os empregados.

Recuperação de equipamentos

Se por um lado os investimentos na melhoria da infraestrutura são crescentes, a economia registrada este mês com a recuperação de materiais não utilizados também foi bastante significativa para a Unidade. Filipe Sá e Rocha, gerente de mina da Unidade CCA/Pilar, conta que diversos materiais usados na perfuração, como Bits e hastes, foram recuperados da unidade CCA/RG, em Caeté, gerando economia e contribuindo com a sustentabilidade, que é um dos principais valores da empresa. Ainda segundo o gerente, as ferramentas não estavam sendo utilizadas e continham pequenos defeitos, que foram reparados. “Estamos sempre atentos à máxima de forma sustentável, com foco na redução de custos. O investimento que não precisou ser empregado na compra de novos materiais nos permitirá investir ainda mais nessas melhorias que são essenciais para condições seguras e confortáveis de trabalho”, pontuou.

Sobre a Jaguar Mining

A Jaguar Mining é uma empresa brasileira de mineração, de capital estrangeiro, com foco na exploração de ouro na região do Quadrilátero Ferrífero (Minas Gerais) e no desenvolvimento sustentável local. Suas unidades incluem o Complexo MTL, em Conceição do Pará, e o Complexo CCA, que contempla a mina Pilar, em Santa Bárbara, e a planta de processamento de minério, em Caeté. A Jaguar Mining também é proprietária do Complexo Paciência, em Itabirito, que se encontra em cuidados e manutenção desde 2012.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *