Henkel quer atuar mais na mineração

A multinacional Henkel, mais conhecida por ter em seu portfólio as marcas de cola Pritt, Super Bonder e Cascola, quer crescer no setor de mineração com soluções voltadas à manutenção na área de processos e beneficiamento.
Leonardo Benedicto, líder na área de adesivos industriais, explica que a empresa tem uma linha de produtos de ponta para manutenção e reparo de bombas, moinhos de bola, correias transportadoras e britadores, todos equipamentos com elevado nível de desgaste e alta demanda de manutenção.

“Nosso trabalho é recuperar o maquinário com o menor tempo possível, com uma cura rápida e resistente” diz. Segundo Leonardo, há um trabalho intenso da empresa em desenvolver aplicações customizadas às mineradoras, já que os processos mudam dependendo do minério e da capacidade da planta.

A linha da Henkel envolve soluções a base de silicone, lubrificantes, anaeróbicos, cianocrilatos e polímeros compostos. Há adesivos específicos para correia transportadora, como o Loctite 7350, e britador cônico, como o Loctite 9020.

A empresa quer lançar em 2018 até cinco produtos voltados à recuperação e manutenção para o mercado de mineração. “Queremos fazem com que as paradas de manutenção em uma planta tenham o menor custo possível”, afirma Leonardo.

A Henkel tem três unidades fabris no Brasil, todas localizadas no Estado de São Paulo (Itapevi, Diadema e Jundiaí). O grupo está há 62 anos no País. (Augusto Diniz)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *