Categorias

18 de outubro de 2021

Grupo AIZ faz demonstração de avançadas máquinas rádio controladas

Conhecido por suas soluções customizadas – que mesclam tecnologia às necessidades dos clientes –, o Grupo AIZ realizou um evento nos dias 26 e 27 de janeiro, na sua fábrica em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (PR), com apresentações ao vivo de suas máquinas rádio controladas, que dispensam a necessidade do operador estar dentro da cabine.

Na prática, isso significa um benefício em diversos aspectos para as mineradoras. Tecnologias assim garantem, primeiramente, a segurança dos colaboradores; consequentemente, dispensam em alguns casos a necessidade de refeitório e dormitório nessas operações, uma vez que o profissional pode executar o serviço de centros de operação instalados próximos ao site ou até de sua casa.

“Nossa grande intenção com esse evento foi demonstrar, na prática, como é a facilidade de operação dessas máquinas”, destaca Iván Zakidalski, CEO do Grupo AIZ. “Testemunhar suas funcionalidades ao vivo é muito diferente de uma simulação, porque se consegue ver as ações em tempo real e garantir que não existe delay na execução desses comandos”.

O portfólio de equipamentos da AIZ Machines envolve mais de 10 máquinas, customizadas de acordo com a necessidade do cliente na fábrica de São José dos Pinhais. Os carros-chefes, de acordo com o projetista eletromecânico Fernando Espindola, são as escavadeiras anfíbias e as track dumpers.

“No trabalho em uma mineradora, o operador presencial está sujeito a uma inundação ou um deslizamento. Equipamento se compra outro, mas uma vida não. Outra questão é a qualidade de trabalho: muitas dessas máquinas têm um alto grau de trepidação que, em alguns casos, gera o afastamento constante de colaborador por conta de problemas na coluna. Essa é uma tecnologia que atrela segurança à produtividade”, ressalta Iván.

Cliente do Grupo AIZ, Diego Zito, gerente de rental da Pesa – um revendedor Caterpillar – vê a empresa como uma grande parceira em iniciativas benéficas no campo. “Somos uma empresa familiar, com foco na Região Sul, que buscou o Grupo AIZ como alguém que entregasse soluções diferenciadas aos clientes”, relembra. “Tudo começou quando um cliente pediu um produto adaptado na parte mecânica. Quando recorremos ao Grupo AIZ, eles entregaram essa solução customizada”.

Essa operação, conta Diego, tratava-se de uma escavadeira que submergia praticamente até o teto da cabine. O projeto foi feito e, então, o cliente questionou: seria possível fazer a escavadeira funcionar por controle remoto?

A partir disso, veio o projeto do Trackdumper, algo inédito: um caminhão que utilizava componentes de escavadeira e trator de esteira, facilitando e muito o trabalho do cliente da Pesa.

“Nós estamos trabalhando juntos com o Grupo AIZ para entregar mais novidades: um guindaste capaz de resgatar equipamentos, como uma espécie de mula, já está na mesa dos projetistas”, conta o gerente da Pesa. “Será possível, num futuro breve, operar essas máquinas num formato ‘home office’: profissionais, de suas casas, pilotando esses veículos com a mesma qualidade da operação presencial”.

Características

Na unidade de São José dos Pinhais, o Grupo AIZ produz equipamentos rodoviários, florestais e de construção. Especialmente para o segmento de mineração, fabrica escavadeiras e dragas anfíbias.

A característica desses equipamentos é que eles contêm compartimentos hermeticamente fechados, que resulta em maior segurança de flutuação e mobilidade. Alguns itens do equipamento (concha, braço, lança e implemento de dragagem) podem ser customizados de acordo com a operação do cliente.

Outro diferencial é o sistema de tração com motoredutores, o que mantem a corrente esticada todo o tempo, diminuindo o desgaste do material rodante propiciando também maior desempenho em aclives, mesmo em áreas inundadas.

Os equipamentos têm sido largamente usados no descomissionamento de barragens, onde pode ser utilizada um sistema de dragagem, acoplado ao sistema de bombeamento, que faz a desagregação do rejeito e o transporta através de tubulações para o reprocessamento em balsas ou bacias de decantação.

Também serve para fazer o direcionamento dos espigotamento de barragem, realizando linhas que mudam o curso do rejeito. O sistema de dragagem da AIZ pode produzir 420 t (até 30% de sólido) por hora.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

RSS
Follow by Email
YouTube
YouTube
LinkedIn
LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp