Fabricante prioriza reforma dos equipamentos e ganhos com tecnologia digital

Joseph Young – Las Vegas (Estados Unidos)
Na conferência de imprensa realizada em Las Vegas (EUA), na véspera da abertura da Minexpo 2016, a Caterpillar revelou que a indústria de equipamentos continua priorizando a reforma dos equipamentos em operação nas minas e plantas, alinhada com a demanda das mineradoras: reduzir os custos de produção de forma contínua com os ativos existentes, com a remanufatura de componentes críticos, mantendo os investimentos (capex) no nível mínimo possível

Nessa direção, a empresa sediada na cidade norte-americana de Peoria aponta a importância da tecnologia digital e dos softwares agrupados sob o nome Command, parte do Minestar, possibilitando programar intervenção preventiva na frota, de forma sistemática, evitando falhas catastróficas que prejudiquem a produção. E esse programa funciona inclusive em frotas mistas, com equipamentos de diferentes marcas.
Há avanços relevantes na operação semiautônoma de perfuratrizes, seguindo coordenadas de GPS de alta pre-cisão, dispensando a topografia de campo, com economia de 5% em cada furo. Os bulldozers podem ser operados remotamente em trabalhos de risco — o que o operador humano executa na primeira vez, a máquina pode repetir quantas vezes for preciso. O programa Spotting faz posicionamento automático de dois caminhões para carregamento junto da escavadeira, em marcha a ré, inclusive no lado cego, com toda a segurança.
Já o programa Fleet aumenta a operação efetiva dos caminhões, atacando as ineficiências na troca de turnos, no abastecimento, e excessos de carga e velocidade — alongando a vida dos pneus. O sistema Detech monitora a fadiga do operador e alerta sobre proximidade de objetos — e serve para equipamentos de qualquer marca.
Na mina de Solomon, da Fortescue Metals, na Austrália, 47 caminhões autônomos 793Fj atingiram 20% a mais de eficiência que os operadores humanos, tendo transportado 200 milhões t de material desde 2012, com melhora dramática nos índices de segurança. É a maior frota autónoma num único sitio de mineração.A Caterpillar lançou ainda na Minexpo máquinas novas, como a escavadeira hidráulica 6020B, com seis bombas atendendo individualmente cada cilindro, podendo alcançar 25% de economia no consumo de diesel, além da maior cabine da sua classe, com visor de vidro no piso; o caminhão 794 de tração elétrica, para 320 tc, que incorpora a tecnologia Unit Rig; a carregadeira 994K, que ganhou mais potência no motor, maior força de rompimento e 29% a mais de carga útil; o bulldozer D10T2 com supressão de fogo instalado na fábrica e esteira reforçada com até 40% a mais de vida útil; motoniveladora 18M3 que executa mais
15% de cobertura no terreno, além de outros modelos.
Quanto à possível retomada dos preços dos metais, Caterpillar aponta indícios de que isso possa ter inicio em 2017, com reflexo na renovação das frotas das minas que tenham atingido a idade limite de utilização. Porém, é verdade que a mineradora pode optar mais uma vez pela remanufatura dos componentes vitais, dando uma segunda ou terceira vida às maquinas.

Fonte: Revista Minérios & Minerales

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *