Fábrica Nova introduz o padrão VPS na lavra

Dentro do escopo do Vale Production System (VPS), os programas iniciados mostram resultados mensuráveis

Dos autores Arlan de Souza Geraldo, Flávio Guimaraes Braga, Gilmar Vilas Boas, Marcelo Loli de Souza, o trabalho “Implantação do Centro de Capacitação do VPS na Gerência de Operação de Mina de Fábrica Nova” foi um dos vencedores do 18° Prêmio de Excelência da Indústria Minero-metalúrgica Brasileira da revista Minérios & Minerales. O projeto, iniciado em maio de 2015, teve como objetivo transformar a operação de mina de Fábrica Nova, localizada em Mariana (MG), em uma área referência na aplicação dos conceitos do Vale Production System (VPS).

O foco do centro de capacitação foi no processo de carregamento, com estratégia de implantação na capacitação e envolvimento das pessoas, principalmente os operadores, na padronização e melhorias de processo.

De acordo com os profissionais envolvidos no projeto, a unidade possui a maior parte dos processos do VPS implantados e já possui iniciativas de gestão em andamento. Contudo não existe implantada a cultura do pensamento enxuto, não é possível identificar as referências (condição Normal x Anormal), de forma que os problemas sejam expostos e resolvidos pelos próprios operadores e nem de maneira sistemática.

Como resultado das ações implantadas no centro de capacitação do VPS da Operação de Mina de Fábrica Nova foi alcançada uma redução do tempo fixo de carga e transporte acumulado no ano de 2015 da ordem de 15%, o que permitiu a parada de 1 caminhão de grande porte, com uma redução de custo de R$1.100.000,00 no ano de 2015.

“Implantar um Centro de Capacitação do VPS na Operação de Mina de Fábrica Nova, capacitando as pessoas envolvidas nos conceitos do VPS através da aplicação prática dos mesmos; a implantação será no processo de carregamento para posterior replicação e disseminação nas demais áreas”, afirmam os autores no trabalho.

Para a equipe de implantação foi ministrado o treinamento da filosofia do pensamento enxuto, trabalho padronizado e os sete desperdícios (eliminação de desperdícios)

Os supervisores de turno da operação de mina, o supervisor de infraestrutura, instrutor da mina e VPS especialista participaram do treinamento de TWI (treinamento dentro da indústria) que é uma metodologia criada para otimizar o trabalho industrial através de treinamentos eficientes às equipes, tomadas de decisões corretas e melhorias constantes dos métodos de trabalho sempre com base em 4 passos: no caso de treinamentos operacionais, por exemplo, os quatro passos são: prepare, apresente, execute e acompanhe.

Foi realizado também um workshop de solução de problemas com os operadores de carga utilizando o método de solução de problemas (PDCA) no qual foi aplicado o método para solução de um problema da área por participante durante o workshop. Um dos problemas abordados foi a falta de sinalização (bombona) quando é solicitada a locomoção da máquina de carga (Letorneau) para iniciar a operação.

A unidade implantou diversas melhorias na operação de carga e rodoviária, como a revisão do checklist de inspeção das máquinas de carga: redução da quantidade de itens a serem inspecionados pelo operador, checklist refletindo a realidade do que é realmente inspecionado, padronização da nomenclatura utilizada no checklist para todos os equipamentos e checklist mais visual que a orientação atual disponível no procedimento operacional, facilitando a consulta dos operadores.

A meta de tempo fixo de carregamento e transporte foi superada, chegando ao valor realizado no acumulado do ano de 2015 de 0,097 horas para uma meta de 0,104 horas, com um ganho financeiro de R$1.100.000 obtido por meio da parada de um caminhão fora de estrada no período de agosto a dezembro de 2015. Além disso, a carga média dos caminhões aumentou, saindo de 180 t para cerca de 190 t. Outro ganho obtido foi que com as melhorias implantadas na portaria de Fábrica Nova, onde houve uma redução de mais de 10% no tempo de troca de turno.

A implantação do centro de capacitação em uma operação de mina como a de Fábrica Nova traz uma dificuldade adicional que é a alta variabilidade e dispersão física das atividades de operação. Não existe um local fixo delimitado, como uma oficina, por exemplo, e as frentes de carga mudam com muita frequência, de forma que todas as informações para os operadores acabam ficando com o despacho ou nas dependências onde se dá a troca de turno, as quais são realizadas em um espaço de tempo muito curto, o que dificulta que os operadores invistam tempo lendo as informações do quadro de gestão a vista e gestão visual.

A capacitação é fundamental para a mudança de cultura. Foi observado claramente a mudança de comportamento dos operadores após passarem pelo treinamento de alta Concordância e/ou Solução de Problemas, com grande engajamento dos mesmos nas ações de melhoria.

Conheça os autores do projeto

Arlan de Souza Geraldo, instrutor de Operação Mina. Graduado em Técnico mecânica. Experiência de 8 anos na instrução de equipamentos móveis. Treinamentos em metodologia de implantação de pensamento enxuto.

Flávio Magalhães Braga, engenheiro. Graduado em Engenharia de Produção pela UFRJ, com pós-graduação em finanças pela FGV/IBMEC, mestrado em Gestão Integrada da Qualidade pela Universidade de Birmingham na Inglaterra e formação de Blackbelt pela fundação Vanzolini (USP).

Gilma G Vilas Boas, engenheira sênior. Graduada em Engenharia de Minas pela UFOP, formação de Green belt pela INDG. Experiência na implantação de projetos de gestão da rotina, projetos de solução de problemas (PDCA) e pensamento enxuto. Experiência de 5 anos em liderança na operação de Mina na Vale.

Marcelo Loli de Sousa, supervisor de Planejamento e Controle de Mineração. Técnico em Informática Industrial pelo CEFET-Ouro Preto em 2001, formado em Engenharia de Computação (Ênfase Automação Industrial) pela Unipac Lafaite, em 2012. Formado em 2013/2014 em MBA em Gerenciamento Internacional de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas. A
tualmente cursando Mestrado Profissional em Mineração pela UFPA/ITV (Instituto Tecnológico Vale).

Leia na íntegra o trabalho “Implantação do Centro de Capacitação do VPS na Gerência de Operação de Mina de Fábrica Nova”.

Fonte: Revista Minérios & Minerales

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *