Desfecho trágico após nova explosão em mina neozelandesa

Três robôs por controle remoto foram usados sem sucesso nas tentativas de resgate

Após cinco dias depois do acidente em uma mina de carvão no sul da Nova Zelândia, os 29 mineiros presos a 150 m da superfície, embaixo da cordilheira de Paparoa, foram declarados mortos em função de uma segunda explosão ter atingido o local na tarde do dia 24 de novembro de 2010.

Segundo o presidente executivo da mina, Peter Whittal, a companhia fará todo o possível para resgatar os corpos dos 24 neozelandeses, dois australianos, dois britânicos e um sul-africano que perderam a vida no acidente.

Desde o ocorrido não houve contato algum com os trabalhadores na mina Pike River, a mesma que em 1896 protagonizou o pior desastre na história da mineração neozelandesa, quando 65 pessoas morreram após explosão.

Fonte: Padrão

Deixe uma resposta