Caminhão autônomo atinge 2 bilhões t transportados

No workshop, a Komatsu Mining, fabricante global de equipamentos para mineração, apresentou seu Sistema de Transporte Autônomo (em inglês, Autonomous Haulage System AHS) FrontRunner, que alcançou o marco sem precedentes de mais de 2 bilhões de t de material movido de forma autônoma.

Desde sua primeira implantação comercial em 2008 na mina de cobre Gabriela Mistral (Gaby), da Codelco, no Chile, o FrontRunner AHS experimentou um crescimento na produção acumulada, rompendo a marca de 1 bilhão de t em 2016 e a marca de 1,5 bilhão de t no final de 2017.

O sistema FrontRunner de hoje funciona 24 horas por dia, transportando cobre, ferro e areias betuminosas, em sete minas, em três continentes, informa a Komatsu Mining.

A abordagem da classe Komatsu para o FrontRunner AHS reúne os caminhões basculantes de classe mundial mais vendidos com o Sistema de Gerenciamento de Frota
Dispatch da Modular Mining Systems. O sistema permite 100% de conformidade com sua metodologia de otimização comprovada.

A aplicação do FrontRunner já se deu em 136 caminhões autônomos em operação em três clientes da marca, divididos em sete minas de ferro na Austrália, cobre no Chile e areia betuminosa no Canadá.

E a empresa pretende lançar o Innovative Autonomous Haulage Vehicle (IAHV), com a cabina do operador removida do caminhão, quatro rodas motorizadas e suspensão
independente, visando equipar caminhões AHS de 250 t.

Marcos Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *