Alcoa não reduz nível de empregos no Brasil e prossegue seus projetos de expansão no País

A redução de 13% da força de trabalho mundial da Alcoa, anunciada ontem (6/1), não afetará a empresa no Brasil. “Se, por um lado, não pretendemos fazer novas contratações neste momento, também não temos a intenção de reduzir nosso quadro de funcionários no Brasil, que atualmente é de cerca de 6.200 pessoas” – esclarece Franklin L. Feder, presidente da Alcoa América Latina e Caribe.

“Pelo contrário – acrescentou – o prosseguimento de nossos projetos de expansão, que acaba de ser confirmado, no Pará, Maranhão e Minas Gerais, além da construção das hidrelétricas de Estreito e Serra do Facão, irá na verdade promover a criação de mais empregos diretos e indiretos. Esse é o maior investimento já feito, em um único país, em toda a História da Alcoa”.

A Alcoa atua no Brasil há quase 50 anos, tendo iniciado sua produção em Poços de Caldas-MG e posteriormente ampliado sua presença para diversos Estados.

“A maior prova da confiança da Alcoa nas excelentes perspectivas de desenvolvimento sustentável do Brasil como grande produtor mundial de alumínio é justamente a manutenção desses maciços investimentos no País, mesmo em plena recessão mundial. Essa confiança se deve principalmente à abundância da bauxita e da energia hidrelétrica, limpa e renovável – insumos essenciais para a produção de alumínio – bem como à competência dos trabalhadores brasileiros e às excelentes perspectivas da economia e do mercado brasileiros” – concluiu Feder.

Há 43 anos no Brasil, a Alcoa conta com mais de sete mil funcionários na América Latina e Caribe e opera em seis estados brasileiros – Pernambuco, Minas Gerais, Maranhão, Pará, São Paulo e Santa Catarina – incluindo uma nova mina de bauxita, que está sendo instalada em Juruti (PA). Possui operações também na Jamaica, Suriname e Trinidad & Tobago. Além das usinas de Barra Grande e Machadinho, a Alcoa tem participação nos consórcios das hidrelétricas em construção de Estreito, na divisa do Tocantins e Maranhão; e Serra do Facão, entre os estados de Goiás e Minas Gerais. A Alcoa está entre as “empresas mais admiradas do Brasil” em 2007, segundo pesquisa publicada pela revista Carta Capital e destaque no ranking das 500 Melhores Empresas da revista Dinheiro, em 2008. A mesma revista incluiu a Alcoa em sua lista das 50 Empresas do Bem. Também foi reconhecida no Guia de Boa Cidadania Corporativa 2006, publicado pela revista Exame, nas áreas de Valores e Transparência e de Governo e Sociedade. Mais informações sobre a Alcoa podem ser encontradas no site www.alcoa.com.br

A Alcoa Alumínio S.A. é subsidiária da Alcoa Inc., líder mundial na produção e transformação do alumínio, que atua nos mercados aeroespacial, automotivo, embalagens, construção, transportes comerciais e no mercado industrial. Além de alumina e alumínio primários, a Alcoa fabrica produtos transformados como rodas forjadas, sistemas de fixação, fundidos de superligas e de precisão, estruturas e sistemas para construções. A Companhia possui 97 mil funcionários em 34 países e integra pela sétima vez consecutiva o Índice Dow Jones de Sustentabilidade. A Alcoa foi eleita pela quarta vez consecutiva uma das empresas mais sustentáveis do mundo no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça e é uma das fundadoras da Parceria Americana pela Ação Climática (United States Climate Action Partnership – USCAP), uma associação composta por importantes companhias e ONGs ambientais norte-americanas que lutam pela redução significativa das emissões de gases causadores do efeito estufa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *