Recorde em nióbio e aumento de produção de fosfatos

A Anglo American anunciou o relatório de produção referente ao segundo trimestre de 2016. A produção de Nióbio apresentou recorde em junho e em Fosfatos, o balanço apresentou um acréscimo de 18% na produção de concentrado e de ácido fosfórico. “Em Nióbio, a continuação do ramp-up do projeto Boa Vista Rocha Fresca (BVFR) e as melhorias implementadas possibilitaram um desempenho recorde em junho. Em Fosfatos, focamos nossas ações na eficiência e na estabilidade dos nossos processos, proporcionando um crescimento considerável em nossa produção”, explicou o presidente da Anglo American no Brasil, Ruben Fernandes.

No segundo trimestre de 2016, a companhia produziu, no Brasil, 1.200 t de nióbio em Catalão e Ouvidor, Goiás. Houve uma paralisação planejada da planta em maio, para implementar o projeto Debottlenecking (desgargalamento), que consiste na melhoria e adequação da planta de metalurgia para dar suporte ao aumento de produção dos projetos BVFR e Escalpe. Como resultado destas melhorias, em junho, a Anglo American registrou recorde de produção.

Comparado com o segundo trimestre de 2015, a produção de fertilizantes teve um crescimento de 4%, atingindo 285.900 t. O acréscimo está relacionado à melhoria na performance das plantas de granulação. A produção de concentrado cresceu 18% e a produção de ácido fosfórico também teve um crescimento similar, passando de 62.400 t para 73.600 – reflexo da melhoria de performance das operações de Ouvidor e Catalão (GO) e Cubatão (SP). No balanço apresentado pela Anglo American, a produção de fosfato bicálcico (DCP) registrou aumento de 7% passando de 38.700 para 41.500 t.

Fonte: Redação MM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *