Categorias

23 de novembro de 2021

Pilares da atuação ética e sustentável da MRN em nova marca

Maior produtora de bauxita do Brasil lança novo posicionamento, que reflete a forma de atuar da empresa na Amazônia

Ao longo das mais de quatro décadas de atuação na Amazônia, a Mineração Rio do Norte (MRN), maior produtora de bauxita do Brasil, sempre manteve um forte relacionamento com as pessoas e a natureza, levando para o mundo a matéria-prima de um dos materiais mais utilizados pela sociedade moderna, que é o alumínio. A partir do distrito de Porto Trombetas, no município de Oriximiná, oeste do Pará, a MRN tem orgulho de ser parte de uma história que une desenvolvimento econômico e sustentabilidade na região em que está instalada.

É este sentimento, este modo de fazer e de agir, que a MRN incorpora em sua nova plataforma de branding. O novo posicionamento, que será lançado no dia 18 de novembro, não vem para marcar uma mudança da filosofia de atuar da empresa. Na verdade, ele apropria, em seu conceito, o que a MRN já realiza no seu dia a dia, com os empregados diretos e indiretos, familiares, comunidades e cidades vizinhas e demais atores sociais: o jeito de fazer movido pelo diálogo por conexões reais e pelo legado da floresta amazônica.

Para Guido Germani, CEO da MRN, esse momento é histórico para a empresa. “A nova marca consegue, ao mesmo tempo, dialogar com a essência do nosso negócio e com o nosso propósito, que é operar com sustentabilidade, respeito ao meio ambiente e às pessoas. Por tudo isso, queremos ser orgulho não só para os paraenses, mas para o Brasil. Nosso jeito de fazer é movido pelo diálogo, por conexões reais e pelo legado àquela que nos oferece tudo: a Floresta Amazônica”, destaca.

“A MRN é uma empresa de referência, seja no processo produtivo, seja no respeito às pessoas e ao meio ambiente. O nosso novo posicionamento, então, não é sobre uma mudança na empresa, mas sim para mostrar e reforçar o que já fazemos, fortalecendo as conexões que possuímos com tudo ao nosso redor e com o mundo”, comenta Karen Gatti, gerente de Comunicação da MRN.

As mudanças visíveis da marca são, além das formas mais orgânicas e suaves, as cores e elementos gráficos. O tom de verde escolhido para a marca reflete o respeito ao meio ambiente e à construção de um legado sustentável para todo o ecossistema. Já o elemento abaixo da tipografia, agora totalmente redesenhado, faz referência ao leito do rio, mostrando as conexões com o negócio da empresa, já que o embarque de bauxita é feito por via fluvial, e reforçando as conexões com as pessoas e o meio ambiente.

De acordo com Gatti, o logotipo da MRN passou por algumas mudanças ao longo do período de atuação da empresa, mas sempre mantendo as linhas originais. “Se observarmos, estas linhas ainda continuam referenciadas na nova marca. Mas trouxemos um novo conceito, com as cores, formas arredondadas, que criam uma conexão com a nossa região”, comenta.

Lançamento – Com a tagline “Bauxita sustentável do Pará para o mundo”, o novo posicionamento de marca da MRN contará com uma campanha de lançamento gradual. Serão realizadas diversas ações de aplicações da marca para fortalecer o novo conceito. Neste primeiro momento, a mudança ocorrerá no site, redes sociais e plataforma de comunicação interna e engajamento. “Teremos uma página dentro de nosso site explicando todo o conceito que sustenta esta plataforma de branding com um vídeo manifesto. Também contaremos com anúncios, peças de comunicação interna e postagens nas redes sociais oficiais da MRN e uma exposição itinerante com cartazes explicativos para os moradores de Porto Trombetas”, conclui Gatti.

O Vídeo Manifesto sobre a nova marca da MRN está disponível no site e Youtube da empresa:

Site: https://www.mrn.com.br/index.php/noticias/todas/350-pilares-da-atuacao-etica-e-sustentavel-da-mrn-em-nova-marca

YouTube: https://youtu.be/KTBa66KZxik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *