Fórum mostrará a importância da mineração ao desenvolvimento econômico e social do RS

Agabritas e Sindibritas realizam, em agosto, evento que reunirá especialistas do setor para abordar como a indústria mineral gaúcha contribui para o crescimento do Estado

Demonstrar como a mineração atua como fator de crescimento da economia do Rio Grande do Sul, gerando emprego e renda. Com este objetivo, a Associação Gaúcha dos Produtores de Brita, Areia e Saibro (Agabritas) e do Sindicato da Indústria da Mineração de Brita, Areia e Saibro do Estado do RS (Sindibritas), irão promover, em agosto, o 1o Fórum Estadual da Mineração de Agregados como Vetor do Desenvolvimento Econômico e Social do Rio Grande do Sul.

O evento será realizado no auditório do Sindicato dos Engenheiros (Senge-RS), localizado na Avenida Érico Veríssimo, 960, Bairro Menino Deus, em Porto Alegre, no dia 12 de agosto, reunindo especialistas do setor para mostrar a sua importância na geração de divisas e de resultados positivos para a economia e a sociedade gaúcha.

“Promover a ascensão socioeconômica da população é uma premissa de qualquer administração pública. E a mineração é um dos itens fundamentais a ser levado em conta no planejamento e na execução dos projetos voltados para o progresso do Rio Grande do Sul. São fatores importantes como geração de empregos, competitividade da indústria mineral gaúcha e impactos ambientais, entre outros temas, que iremos abordar no Fórum Estadual”, destaca o presidente da Agabritas e Sindibritas, Pedro Antônio Reginato.

Entre os palestrantes do Fórum estão confirmados a secretária estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini; o secretário estadual de Minas e Energia, Lucas Redecker; o superintendente Regional do DNPM, Sérgio Bizarro Cesar; e o presidente executivo da Anepac, Fernando Valverde.

O evento será dividido em dois momentos, ficando as apresentações dos representantes de entidades estabelecidas para o período da manhã, e a explanação da Anepac à tarde, tratando da trajetória da mineração no estado de São Paulo, apresentando exemplos do desenvolvimento do segmento em terras bandeirantes.

A mineração reflete positivamente na qualidade de vida dos cidadãos. É pouco percebido pela população, por exemplo, que o Índice de Desenvolvimento Humano – IDH dos municípios onde ocorre a extração mineral é maior do que a média do IDH dos Estados onde se localizam e superior, também, ao dos municípios onde não há essa atividade econômica.

Fonte: Redação MM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *