Categorias

24 de janeiro de 2021

Dedicada à Redução de Custos na Mina e Planta

Fiepa concede medalha a Roger Agnelli

3 min read
Fiepa concede medalha a Roger Agnelli

A Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa) concedeu a principal honraria do setor produtivo paraense, a Medalha Simão Miguel Bitar, ao presidente da Vale, Roger Agnelli. A honraria é um reconhecimento da Fiepa a autoridades políticas, empresariais e personalidades de diversas áreas que tenham contribuído para o desenvolvimento do Pará. A escolha do homenageado deste ano obedeceu a uma seleção definida em reuniões do conselho da Fiepa, composto por diretores da federação, e levou em conta o destaque do setor de mineração na economia do Pará. Os números da Balança Comercial do Estado confirmam: em 2007 cerca de 80% de toda a exportação foi gerada pelos itens da mineração. Apenas em volume de vendas, no ano passado a mineração superou os US$ 6,3 bilhões e foi fundamental para o superávit da balança paraense, que ficou na casa de US$ 7,2 bilhões no ano passado. No início do evento, Roger Agnelli acompanhou a apresentação do coral formado por 300 crianças e adolescentes da rede pública de ensino da Região Metropolitana de Belém, que fazem parte do projeto Vale Música, criado em maio de 2004 em parceria com a Fundação Amazônica de Música. O presidente da Vale parabenizou a orquestra: “Vocês me enchem de orgulho”. “Até pouco tempo a economia paraense se concentrava nas regiões metropolitanas de Belém e Ananindeua, mas hoje está presente em todo o Estado do Pará, com os grandes projetos na área de mineração. Roger foi escolhido por unanimidade justamente pelo seu desempenho competitivo e na motivação que ele mantém para a ampliação de novos projetos no Estado”, enfatizou José Conrado Santos, presidente da Fiepa. A Vale possui dez projetos em operação no Pará e cinco em fase de implantação, dinamizando a economia de 14 municípios, em todas as regiões do Estado. Números de 2007 apontam que os projetos da mineradora geraram mais de 34 mil empregos e a projeção é que até 2012 esse número chegue próximo de 70 mil, entre empregos diretos e indiretos. Em termos de investimentos, estão previstos mais de US$ 20 bilhões até 2012. Além disso, a Vale é parceira do Sistema Indústria, com qualificação de trabalhadores por meio do Senai e do Sesi. “A Vale hoje é a principal empresa no Estado e responsável direta pelo crescimento de toda uma cadeia de fornecedores, de pequenas e médias empresas e da dinamização do comércio no interior do Estado. Também observamos um esforço no sentido de internalizar as compras e garantir qualificação e absorção do trabalhador paraense nos projetos. Sem dúvida a mineração é a vocação do Pará e a Vale auxilia no sentido de direcionar as ações. O Roger (Agnelli) é um empresário de visão e é sensível às reivindicações dos paraenses e busca garantir sempre o desenvolvimento em conjunto da empresa com as regiões de nosso Estado, por isso decidimos por essa justa homenagem”, afirma José Conrado Santos, presidente da Fiepa.
Fonte: Padrão

Deixe uma resposta