Fenatran 2019: marcas aperfeiçoam caminhões e serviços agregados

Fenatran de 2017 foi de expectativa sobre o futuro do mercado. Na edição deste ano, que se realiza de 14 a 18 de outubro, em São Paulo (SP), ela está sendo de mostrar a realidade.

E não é só no crescimento das vendas no país – de janeiro a setembro o avanço foi de 40% em relação ao ano anterior, com 74,2 mil unidades; é certo que o setor ultrapasse 100 mil caminhões vendidos esse ano. Mas também nos aperfeiçoamentos e serviços agregados aos veículos.

Volvo

A sueca Volvo, por exemplo, mostra na feira, no segmento que ela chama de caminhões vocacionais, o FMX. O veículo é voltado para os setores de construção, mineração, canavieiro e florestal, onde se exige robustez por conta da operação crítica.

O FMX 6×4 e o 8×4 têm maior altura do solo, característica que protege os componentes vitais do veículo, como os eixos e motor. Há ainda a possibilidade de ter a tração integral: 6×6 e 4×4. O FMX pode sair de fábrica com motorização que vai até 540cv de potência.

Martin Lundstedt, CEO grupo Volvo, disse que o mais importante da inovação tem sido a possibilidade de integração com o cliente. Wilson Lirmann, presidente da empresa na América Latina, afirmou que 55 mil caminhões da marca foram entregues conectados no Brasil, garantindo a integração da empresa no que se refere a serviços pós-venda, um segmento que cresce na indústria rapidamente.

Scania

Na feira, a cervejaria Ambev e Scania anunciaram parceria com dois caminhões movidos 100% a gás natural liquefeito (GNL). As rotas serão pelo interior de São Paulo, num período combinado de dois anos.

A ação se dará em dois caminhões R 410 6×2. O teste se realizará a partir da cervejaria da Ambev em Jaguariúna (SP). De lá, os caminhões partirão em rotas de, no máximo, 800 km, com possibilidade de vir para a capital paulista.  A compra do gás liquefeito será feita pela Cervejaria Ambev da Gás Local, em sua base de abastecimento em Paulínia (SP).

No veículo existem dois tanques que garantem uma autonomia entre 1.100 a 1.200 km. Na segurança, os tanques são equipados com válvulas que possuem sensores funcionando em alerta contínua. Por exemplo, assim que percebem uma variação de temperatura, queda de pressão ou de um estouro de pneu, as válvulas recebem a informação e atuam para evitar qualquer tipo de acidente.

A Scania já desenvolve caminhões com motores movidos a GNV e biometano.  No caso do biometano, o projeto é realizado em parceria com a ZEG,  em um modelo fora de estrada G 410 XT 6×4, operado em uma das usinas do grupo sucroalcoleiro da São Martinho.

Com a Morada Logística, prestadora de serviços da Citrosuco, tem em testes um caminhão R 410, com motor 100% movido a GNV e biometano, operando numa rota de 800 km entre o interior paulista e o Porto de Santos (SP).

Mathias Carlbaum, vice-presidente Global de vendas da Scania, disse que a marca contabiliza 25 áreas no mundo com projeto de veículo autônomo. E estima que o veículo elétrico, até 2030, representará 30% das vendas.

Iveco

A Iveco informa que passou a ter uma central de controle localizada no complexo industrial de Sete Lagoas (MG), monitorando seus veículos 24 horas por dia, a partir do seu sistema de telemetria e conectividade, o Iveco Connect. O objetivo da marca é melhorar o gerenciamento da frota e estreitar o relacionamento com o cliente.

Ainda no estande da Iveco na Fenatran, foi exibida a  operação virtual da escavadeira hidráulica E215C EVO da New Holland Construction, reproduzindo ambiente de realidade 360° e os principais comandos do equipamento.  O ambiente virtual é um canteiro de obras urbano, com diferentes tipos de operação, como escavação, carregamento de caminhões e manipulação de objetos.

Tanto a Iveco como a New Holland Construction pertencem ao grupo CNH Industrial.

Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz anunciou para 2020 no mercado brasileiro caminhão com MirrorCam, que substituiu os espelhos retrovisores convencionais por câmeras. Estas captam imagens que são exibidas simultaneamente em duas telas no interior da cabina.

A nova versão do caminhão pesado Actros é que trará essa novidade e será o primeiro da América Latina com esse recurso. O sistema foi projetado para todas as condições de tráfego, inclusive à noite.  Com a MirromCam, o motorista pode visualizar claramente os veículos e objetos identificados em uma área de até 250 m.

O MirrorCam também oferece a função “vista para manobra”, que permite otimizar o campo de visão em velocidades abaixo de 10 km/h. Com a marcha à ré engatada, as duas telas do MirrorCam mudam automaticamente para a visão de manobra.

O Novo Actros trará também o sistema ABA 5 de série, que freia automaticamente o caminhão quando identifica pedestres, veículos e obstáculos estáticos e móveis à sua frente. O veículo, com painel digital, possui carregador de celular por indução – ou seja, sem necessidade de cabo.

Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz no Brasil, comentou ainda que o governo precisa desenvolver projeto de renovação de frota, continuar a fazer as reformas e promover um ritmo de crescimento mais forte e rápido, de forma sustentável, para o País ter avanço econômico expressivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *