Confronto entre Vale e governo quanto ao pagamento de royalties da mineração continua

Apesar de acatar a decisão judicial definitiva sobre o pagamento da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem), a Vale continua a debater com o governo por considerar o valor cobrado excessivo. Para o DNPM, segundo comunicado da Vale no dia 10 de março, há exagero de R$ 273 milhões na base de cálculo.
A briga levou o Palácio do Planalto a acelerar o envio do novo marco regulatório do setor, que pretende fechar as brechas existentes na legislação em vigor, para o Congresso. Em um encontro na quarta-feira a noite entre a presidente da república e os ministros Lobão (Minas e Energia) e Antonio Palocci (Casa Civil), Dilma Rousseff deixou claro que o Planalto não tem interesse em entrar em atrito nem em cassar a licença da Vale.
Com a cobrança de R$ 4 bilhões da parte do governo e com a mineradora não reconhecendo o valor cobrado, embora o pagamento da Cfem esteja sendo efetuado pela Vale, a empresa continua a recolher mensalmente somente o montante que considera justo.
Fonte: Padrão

Deixe uma resposta