BHP “fábrica” acelera tecnologia digitais

A BHP, para acelerar o uso de tecnologias digitais com mais eficiência, abriu a primeira de suas “fábricas digitais” em Brisbane, na Austrália.

Em vez de ter projetos digitais entregues por várias áreas de seus negócios, a fábrica criará uma comunidade da prática unificada entre as funções técnicas, de acordo com Rag Udd, diretor de tecnologia interino da empresa.

“Os novos hubs abandonarão a abordagem tradicional de inovação centrada em hardware, e nos ajudarão a maximizar o uso de tecnologias em nuvem para o rápido desenvolvimento em um ambiente digital aprimorado”, disse ele.

Um exemplo disso vem do negócio de carvão da empresa, onde está lançando sua “primeira fábrica digital”.

Udd explicou: “O carvão extraído de Caval Ridge precisa passar por uma planta de processamento. Normalmente, para cada 100 t que entra na fábrica, cerca de 58 t de produto vendável sai pelo back-end. Em nosso teste de fábrica digital, definimos para a equipe um desafio de melhorar esse rendimento usando apenas 12 meses de dados históricos. ”

A equipe criou rapidamente um algoritmo que informava à empresa qual era o cenário ideal para a planta, com base na mistura de carvão proveniente da mina, de acordo com Udd.

A BHP começou o projeto na unidade de carvão em Brisbane, mas planeja também lançar fábricas digitais no Chile, América do Norte e Austrália Ocidental.

Fonte: International Mining

Deixe uma resposta