Vallourec amplia a planta de filtragem de rejeitos

A Vallourec avaliou a opção de interromper a operação de barragem da Mina Pau Branco, em 2010, em Brumadinho (MG), quando o projeto de disposição de rejeitos de minério de ferro detectou a necessidade do primeiro alteamento a montante da barragem de rejeito Cachoeirinha.

Uma equipe técnica interna iniciou uma série de pesquisas buscando novas tecnologias que eliminassem os riscos de estabilidade associados ao método tradicional. Foi identificada naquela ocasião a oportunidade de usar um equipamento ainda pouco conhecido, chamado filtro prensa, para retirar a água do material e permitir um empilhamento do rejeito drenado.

Assim, essa solução foi implantada em dois meses (outubro e novembro de 2015) e eliminou a necessidade de disposição em barragem, inaugurando então na Vallourec o conceito de barragem de rejeito zero.

A mineradora afirma ser a primeira do mundo a utilizar filtros prensa para a finalidade de empilhamento drenado de rejeitos de minério de ferro, atribuindo à companhia a quebra do paradigma da viabilidade técnico-financeira da filtragem comparada à utilização de barragens convencionais.

O projeto na mineradora foi desenvolvido pela Matec. Foram instaladas duas unidades de filtro prensa na planta, em uma área de cerca de 500 m², com taxa de produção da planta de 175 t/h e taxa de umidade após a filtragem de apenas 18%. Por ano, o desaguamento de rejeitos da planta atinge 2 milhões de toneladas.

O ciclo de filtragem leva de 15 a 20 minutos, com pressão de até 16 bar. O material sólido é separado da água no filtro e transformado em grandes “tortas”, que são descarregadas em uma baia. Depois de transportada da baia a uma área próxima ao depósito de estéril, é empilhada de forma segura e estável. A água recuperada na barragem que volta para o processo gira em torno de 90% – antes, não era mais de 70% a recirculação de água.

As manutenções são feitas nos dias de parada programada da planta de beneficiamento. Intervenções rápidas, como trocas de tecidos, podem ser realizadas em poucos minutos sem impacto na continuidade do processo da planta de beneficiamento.

Com o fim do uso da barragem, os custos de monitoramento, instrumentação e alteamento (o custo mais alto deles) foram também gradativamente eliminados.

O projeto foi um sucesso, de acordo com a mineradora, alcançando taxa de produção acima dos valores previstos, segundo a Matec.

Por conta disso, em 2018, a Vallourec investiu na expansão da planta de filtragem, que dará uma capacidade adicional de 150t/h. A nova planta entrará em operação em junho de 2019.

“As principais metas do nosso projeto são, primeiramente, realizar toda a implantação com zero acidentes, pois a segurança é o nosso maior valor. Além disso, visamos instalar o filtro de acordo com o cronograma do projeto, cumprir a linha de base do orçamento do projeto e validar o funcionamento do equipamento de forma ágil através de testes, após a instalação”, explica Vanderson Ferreira, gerente do projeto da Vallourec.

A planta da mineradora em Brumadinho processa cerca de 6 milhões t ROM/ano. Além do abastecimento de minério de ferro para as unidades industriais do grupo Vallourec, a mina também atende empresas dos setores siderúrgico, guseiros e produtores de ferro-liga, além de outras mineradoras.

A italiana Matec projeta e fabrica plantas completas para filtragem e purificação de águas residuais em vários setores – mineração é o mais importante deles, representando 40% do total. A empresa conta com estrutura local de serviços e peças, estabelecida no Jardim Canadá, em Nova Lima (MG).

Um comentário em “Vallourec amplia a planta de filtragem de rejeitos

  • 28 de fevereiro de 2019 em 17:26
    Permalink

    A pelo menos cinco anos que defendo o empilhamento de rejeitos (dry stacking), inclusive para minério de ferro. Pau Branco é um exemplo de sucesso dessa técnica de disposição de rejeitos, e a companhia deve ser aplaudida pela iniciativa.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *