Vale bate recorde de produção

A Vale alcançou 77,5 Mt de produção de minério de ferro no primeiro trimestre de 2016 (1T16), representando a maior produção para um primeiro trimestre na história da Vale.

Carajás alcançou um recorde de produção para um primeiro trimestre de 32,4 Mt no 1T16, representando um aumento de 4,9 Mt (ou 17,7%) em relação ao 1T15, devido principalmente ao forte desempenho das minas de N4WS e N5S.

As plantas de pelotização de Tubarão – Tubarão 3, 4, 5, 6, 7 e 8 – também alcançaram um recorde de produção para um primeiro trimestre de 7,2 Mt no 1T16, significando um aumento de 100.000 t em relação ao 1T15 devido principalmente ao melhor desempenho operacional nas referidas plantas.

A produção de níquel atingiu recorde para um primeiro trimestre de 73.500 t no 1T16, representando um aumento de 4.300 t em relação ao 1T15, devido principalmente ao desempenho operacional de Sudbury e ao recorde de produção da Vale Nova Caledônia (VNC).

A produção de cobre também alcançou recorde para um primeiro trimestre de 109.900 t no 1T16, representando um aumento de 5.300 t em relação ao 1T15, devido, sobretudo, ao ramp-up bem-sucedido de Salobo.

A produção de ouro alcançou o recorde de 118.100 oz no 1T16, principalmente em razão do desempenho operacional de Sudbury e do ramp-up bem-sucedido de Salobo.

A produção de carvão alcançou 1,7 Mt no 1T16, ficando 4,9% acima do 4T15, devido à maior produção de carvão metalúrgico na Austrália, e 1,9% abaixo do 1T15, em consequência da menor produção em Moatize.

Fonte: Redação MM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *