Royalties da mineração tem segunda alta seguida

A Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), o chamado royalties da mineração, teve ano passado segunda alta seguida, alcançando R$ 1,83 bilhão – um crescimento de 2,1% em relação a 2016.

O aumento se deve principalmente ao início da operação do projeto S11D, da Vale, em Carajás (PA). Em 2016, a CFEM chegou a R$ 1,79 bilhão.

O valor arrecado em 2017 ainda não foi influenciado pelas novas regras anunciadas pelo governo federal com relação aos royalties, dentre outras medidas.

As cidades que mais arrecadaram, de acordo com o DNPM, foram:

Parauapebas-PA (R$ 403,19 mi), Nova Lima-MG (R$ 103,43 mi), Marabá-PA (R$ 94,47 mi), Itabira-MG (R$ 83,55 mi), Congonhas-MG (R$ 81,10 mi), Canaã dos Carajás-PA (R$ 71,42 mi), São Gonçalo do Rio Abaixo-MG (R$ 69,45 mi), Mariana-MG (R$ 65,84 mi) e Conceição do Mato Dentro, onde funciona o projeto Minas-Rio da Anglo American (R$ 64,63 mi).

Siga nossas redes sociais
RSS
Follow by Email
Facebook0
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
0

Comentar