Redimensionando as linhas de produção e sistemas de ar

Em busca de eficiência no uso de energia, empresas restruturam linhas de produção e sistemas de ar comprimindo, reduzindo os custos com o insumo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou a manutenção da bandeira vermelha para todos os consumidores de energia elétrica no mês de junho. Isso significa um acréscimo de R$ 5,50 nas contas de luz para cada 100 quilowatts-hora (kWh). Com o preço da energia em disparada, a atividade da indústria, que depende desse recurso, está sendo diretamente afetada. Esse retrato gera uma demanda maior para empresas de consultoria em ar comprimido. “Sentimos um aumento na nossa demanda de consultoria desde o corte do desconto na tarifa de energia em 2014 e a cada mês temos novos pedidos”, ressalta o diretor da Air Parts, Francisco Cabral.

A consultoria para redução de energia na indústria identifica e determina a energia consumida pelos processos, indicando as possibilidades de economia e de corte de custos com a geração de ar comprimido. “Por meio de nosso trabalho de consultoria e projetos, temos o compromisso de encontrar a melhor maneira de maximizar os resultados dos clientes, diminuindo os custos e o tempo de produção. Trabalhamos com uma análise global, planejamento e implantação da solução, além de acompanhamento para mensurar os resultados”, destaca Cabral.

Esse tipo de serviço transforma a atuação da empresa, tornando os processos mais eficazes e reduzindo significativamente os custos de sua linha de produção. “Trabalhamos com alguns clientes que conseguiram cortar seus custos em 50% apenas com o redimensionamento e a consultoria em seus sistemas de ar comprimido”, conclui.

A Air Parts atua no Rio de Janeiro e em São Paulo atendendo indústrias metalúrgicas, petroquímicas, empreiteiras e construtoras, que buscam a locação e venda de compressores elétricos, indicados para trabalhos industriais, e a diesel, indicados para obras de construção civil.

Fonte: Revista Minérios & Minerales

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *