Mina Casa de Pedra está há 105 anos em operação

Em 2018, a Mina Casa de Pedra completa 105 anos e essa data faz relembrar a influência da mineração no contexto da região de Congonhas (MG), tanto pelo aspecto econômico, como histórico-social. Desde 1946, a mina é um dos principais ativos da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), integrando parte dos seus cinco negócios juntamente com a siderurgia, o cimento, a logística e a energia.

Quem vai até a unidade de mineração e conhece essa estrutura não imagina como tudo ali começou. Ainda no século passado, um grupo de romeiros se dirigiu à Freguesia de Congonhas do Campo para prestigiar as comemorações do jubileu do Senhor do Bom Jesus de Matosinhos. Na viagem, os romeiros encontraram abrigo numa caverna milenar, que contava com água pura e cristalina em seu interior, compondo uma bacia no solo. Ao longo dos anos e das jornadas, as condições da peregrinação foram sendo alteradas. O local em que os romeiros se acomodavam, por exemplo, mudou: do interior das cavernas para os casebres de pau a pique.

Em 1913, o dinamarquês Arn Thun resolve adquirir algumas terras no Vale do Paraopeba para explorar as jazidas de ferro da região. Assim, começou a “A. Thun & Cia Ltda. – Mineração de Ferro e Manganez”. Para alocar os empregados que trabalhariam no núcleo industrial, há registros de que, em 1938, iniciaram a construção de uma vila em torno da localidade em que a exploração acontecia, nascendo assim, a Vila Casa de Pedra.

1911-1913 1941-1946 Décadas de 40,50 e 60 Décadas de 70 e 80 1993 1997 2003 2006-2007
Em 1911, é adquirida a mina Casa de Pedra pelo investidor dinamarquês Arnkirstein Thun no ano de 1913, inicia-se a produção de minério de ferro no local. Presidente Getúlio Vargas assina em 9 de abril de 1941. o decreto para a criação da companhia siderúrgica nacional em 1943, a empresa arnthun é colocada sob intervenção, Em 1946, a mina Casa de Pedra é incoporada à CSN. A Mineração Casa de Pedra, que atendia parcialmente a necessidade da usina presidente da Usina Presidente Vargas, em volta redonda (RJ)em Volta Redonda (RJ),ampliou o processo de mineração com a chegada de equipamentos. Também é construída a vila operária. Nova expansão da produção da mina Casa de Pedra (denominada estágio III), elevando o patamar para 12,6 milhões t/ano. Em Volta Redonda, é construido o alto forno III. Em meados da década de 80. A mineração inaugura a planta de concentração de mineração inaugura a planta de concentração de minérios e passa a produzir o Pellet Feed A CSN é privatizada, Vencedores do leilão foram os grupos empresariais Cunha e Bamerindus e a estatal Vale do Rio Doce participaram por meio de clube de investimentos CSN arrenda o terminal do porto de Sepetiba no Rio de Janeiro no período de 25 anos prorrogáveis por mais 25

É lançada pela CSN mais uma estapa de expansão da mina Casa de Pedra

Em 2006 é criada a Namisa, uma subsidiária destinada exclusivamente ao comércio de minério de ferro no mercado internacional em 2007.Namisa adquire a companhia de fomento mineral (CFM) e faz primeiro embarque por meio do porto de Itaguaí (RJ) de 64 mil toneladas de minério de ferro.

No Decreto-Lei nº 2.054 lançado em 4 de março de 1940, instituído por meio da Comissão Executiva do Plano Siderúrgico, o Governo Federal legitima a tomada de ações que propicie a xecução do Plano Siderúrgico Nacional. Desse modo, os terrenos até então pertencentes a Thun são desapropriados para abastecer a recém criada Companhia Siderúrgica Nacional e a Usina Presidente Vargas (UPV), em Volta Redonda (RJ).

Enquanto os operários foram chegando para atender à demanda da empresa, a Vila Casa de Pedra foi crescendo e tomando forma de acordo com o projeto urbanístico planejado pela empresa em Volta Redonda. Além das casas dos trabalhadores, o local também contava com igreja, escola, armazém, hospital e, até mesmo, com o fornecimento de serviços básicos como água e luz. Na década de 60, há registros de até 3 mil pessoas residindo na Vila Casa de Pedra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *