Notícias

CSN anuncia investimento de R$ 1,3 bi em 2015

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou que irá realizar um investimento total de R$ 1,3 bilhão em 2015. Deste montante, R$ 710 milhões serão destinados para a área de mineração, cujas reservas elevaram de 1,63 bilhão t, em 2007, para 3,02 bilhões t em 2014. Segundo Daniel dos Santos, diretor de Mineração da CSN, a companhia pretende exportar em torno de 28 milhões t de minério de ferro este ano pelo terminal em Itaguaí (RJ).

De acordo com o balanço divulgado, a companhia apresentou lucro líquido de R$ 67 milhões no quarto trimestre de 2014, um aumento de R$ 317 milhões em relação aos três meses anteriores. Por outro lado, a CSN obteve um prejuízo líquido consolidado de R$ 112 milhões ao longo do ano passado.

Os investimentos realizados pela empresa em 2014 totalizaram R$ 2.236 bilhões. Para o setor de mineração, foi designado o montante de R$ 699 milhões. No 4T14, foram investidos R$ 708 milhões, dos quais R$ 177 milhões foram destinados ao mesmo segmento. O lucro bruto no ano totalizou R$ 4.534 milhões, 7% inferior ao verificado em 2013, principalmente pelo menor resultado do setor de mineração. No 4T14, o lucro bruto de R$921 milhões foi 5% inferior ao registrado no 3T14.

O EBITDA ajustado de 2014 atingiu R$ 4.729 milhões, 12% inferior ao verificado no ano anterior, basicamente pela menor receita na mineração. A margem EBITDA ajustada de 27% foi 1 p.p. inferior àquela registrada em 2013.

CSN investiu R$ 2,2 bilhões em 2014, dos quais R$ 699 milhões foram para a mineração

Recorde na venda de ferro e cimento

O volume de minério de ferro vendido em 2014 atingiu 29 milhões t, 13% superior ao volume comercializado em 2013. Deste total, 19,8 milhões t são originários da mina de Casa de Pedra e 9,1 milhões t comercializadas pela Namisa. Segundo a CSN, praticamente todo o minério vendido no ano foi exportado.

No mesmo período, o volume de cimento comercializado de 2,2 milhões t superou em 7% ao comercializado em 2013, gerando uma receita líquida de R$ 440 milhões. O EBITDA ajustado de R$116 milhões e a margem EBITDA ajustada de 26% também são recordes.

Queda no mercado transoceânico

De acordo com a CSN, o mercado transoceânico de minério de ferro foi impactado por uma expressiva queda de preços de 47%, com o índice Platts passando de US$134,50/dmt, no início do ano, para US$71,75/dmt ao final de dezembro. Ainda assim, o segmento de minério de ferro cresceu 11% em 2014, alcançando o nível recorde de 1,29 bilhão t.

Deste total, a China importou 897 milhões t, o que equivale a praticamente 70% do volume comercializado, superando em 13% o registrado em 2013. Segundo maior exportador de ferro no mundo, o Brasil exportou 344 milhões t do minério em 2014, cerca de 4% a mais do que em 2013.

Fonte: Revista Minérios & Minerales

 

 

 

 

Leia mais matérias sobre investimentos:

O mercado de commodities minerais e seu reflexo nas decisões de investimento na cadeia produtiva

Investimentos da Vale deve se manter ao nível de US$3,8 bi/ano

Total de investimentos das minas

Investimento em Programas de Segurança – Ano Base 2014

 

0

Comentar