Trump anima mercado de mineração

O programa de US$ 1 trilhão em investimentos em infraestrutura proposto pelo presidente dos Estados Unidos
Donald Trump anima o mercado de mineração. A percepção foi extraída de entrevistas realizadas pelo
“The Wall Street Journal” em um dos principais eventos do setor, o Investing in Africa Mining Indaba 2017. O
governo Trump foi um tema constante na conferência. As mineradoras também destacaram que foram duramente afetadas pela queda nos preços das commodities com a desaceleração da China. Os preços subiram no ano passado e executivos presentes no evento na África do Sul disseram esperar que eles permaneçam estáveis no curto prazo. As dúvidas sobre o programa anunciado por Trump residem na operacionalização das fontes de recursos, através do Congresso e do Departamento dos Transportes, entre outros.

Fonte: Redação MM

0

Recuperação pode chegar antes do que se imaginava

Investidores estão vislumbrando uma recuperação mais rápida do setor de mineração e as cotações das ações estão subindo em consequência desse sentimento, avaliam analistas. O Índice de Mineração Global S&P/TSX, um indicador do desempenho das mineradoras, subiu 70% nos últimos 12 meses. A mineradora suíça Glencore, por exemplo, afi rmou que planeja voltar a pagar dividendos para investidores em 2017 depois de vender ativos e reduzir seu endividamento. A Rio Tinto teve ganhos inesperados e a mineradora está reduzindo suas
dívidas e também prevendo o pagamento de dividendos ao acionistas. A Rio Tinto está projetando que irá
gerar US$ 5 bilhões em fl uxo de caixa adicional nos próximos cinco anos. A Rio Tinto já está avançando em
empreendimentos de minério de ferro e bauxita na Austrália, e em uma mina de cobre na Mongólia. “2016 foi
o ano de recuperação da demanda e de melhora de resultados, e 2017 deve ser o ano em que as mineradoras
começarão a compensar os investidores pelos cinco duros anos de desempenho inferior, através de dividendos
mais elevados e de maior disciplina de capital”, afirma relatório do Credit Suisse.

Fonte: Redação MM

0

Novo Código de Mineração pode andar na Câmara

O novo Código de Mineração pode voltar à pauta do plenário da Câmara neste semestre. O Código está em
discussão na Câmara desde 2013 e um dos entraves diz respeito à Compensação Financeira pela Exploração
de Recursos Minerais (Cfem), o chamado “royalty da mineração”. O Ministério de Minas e Energia já havia declarado em outubro do ano passado o desejo de retomar o assunto para destravar os investimentos no setor.
Em 2015, chegou-se a apresentar uma nova versão do texto, mas a pauta não caminhou.

Fonte: Redação MM

0

Acionistas da Vale propõem pulverizar controle

Os acionistas da Vale reunidos na Valepar, holding que controla a mineradora, propuseram pulverizar seu
controle, de modo a poder listá-la no Novo Mercado, o mais alto nível de governança da BM&FBovespa. A
medida deve ser concluída em três anos. A Valepar será incorporada a Vale, o que signifi ca que os acionistas
da Valepar terão ações diretamente da mineradora e não mais por meio da holding. Integram a Valepar os
fundos de pensão Previ (dos funcionários do Banco do Brasil), Petros (Petrobras) e Fundação Cesp. Além deles,
a BNDESPar, a Bradespar e a japonesa Mitsui compõem a holding. “As reuniões prévias dos acionistas da
Valepar deixarão de ser obrigatórias – nesses encontros, os acionistas decidiam como iam votar no Conselho.
O Conselho ganhará poder”, afi rmou o presidente da mineradora, Murilo Ferreira. Na prática, a medida torna
a Vale menos dependente do governo, uma vez que a Valepar era controlada por fundos de pensão de estatais
que, ao lado do BNDES, detinham maioria na holding.

Fonte: Redação MM

0

A produção de carvão se recupera na Colômbia

O Ministério de Minas e Energia da Colômbia informou que a produção do minério de carvão totalizou 90,5
milhões t em 2016. O resultado representa avanço de 6% em relação ao ano anterior, quando a produção
alcançou 85,5 milhões t. “Apesar de ainda restarem desafi os significativos, como a instabilidade jurídica, agitação social e exploração ilegal, o setor está em recuperação depois de um ano dificil em 2015”, disse o ministro de Minas e Energia, Germán Arce Zapata. Já a produção de ouro chegou a 1.987.086 onças em 2016, equivalente a um aumento de 4,5% em relação a 2015.

Fonte: Redação MM

0
Page 1 of 5 12345