BNDES terá R$ 5 bilhões do Banco Mundial para crédito a empresas

O governo federal vai editar uma MP (medida provisória) que permite o repasse de recursos captados pela União junto ao Banco Mundial para o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Serão R$ 5 bilhões para empréstimos a empresas, principalmente exportadores, a uma taxa de juros menor que a do mercado financeiro nacional.

“É normal que o BNDES capte recursos do Banco Mundial, mas essa é uma maneira mais ágil de conseguir o recurso. O Banco Mundial empresta para a União, que repassa para o BNDES”, afirmou o ministro Guido Mantega (Fazenda).

Segundo ele, a captação será autorizada assim que a MP for publicada, o que está previsto para acontecer amanhã. Mantega afirmou que a captação deve ser feita a uma taxa de Libor (taxa de juros internacional, hoje em cerca de 3% ao ano) mais 1%.

Mantega afirmou também que, em breve, deverá ser anunciada uma nova mudança nos depósitos compulsórios recolhidos pelos bancos para destinar mais R$ 7,5 bilhões para o BNDES. Esse dinheiro faz parte dos R$ 10 bilhões anunciados pelo ministro para o banco há duas semanas. Os outros R$ 2,5 bilhões já foram repassados por meio de uma operação da Caixa Econômica Federal.

BNDES
A procura por crédito nesse momento de crise já levou o BNDES a alcançar o valor de R$ 86,6 bilhões em empréstimos nos últimos 12 meses até outubro. A expectativa é terminar o ano com R$ 90 bilhões.

As consultas de empresas para projetos cresceram 40% de agosto a outubro em relação ao mesmo período do ano passado.

A liberação de empréstimos para exportação cresceu 44,5% nos dez primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2007. Foram emprestados R$ 4,512 bilhões no período. O objetivo é chegar ao final do ano com um total de R$ 6 bilhões de financiamentos para as vendas ao exterior.

Somente em outubro, quando as linhas para exportação secaram por causa da crise internacional, os empréstimos para exportação foram 115% maiores que o registrado na média dos nove meses anteriores.


Fonte: Padrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *