Anglo American assina acordo de US$ 1,5 bilhão para venda dos negócios de Nióbio e Fosfatos

O Grupo Anglo American chegou a um acordo com a China Molybdenum Co. Ltd para vender seus negócios de nióbio e fosfatos por um montante total de US$ 1.5 bilhão, que será pago na conclusão do processo de venda, sujeito a determinados ajustes. Os negócios de nióbio e fosfatos estão localizados nos Estados de Goiás e São Paulo. O negócio de gosfatos é formado por uma mina, planta de beneficiamento, dois complexos químicos e dois depósitos minerais adicionais. O negócio de nióbio é formado por uma mina e três plantas de processamento, duas minas que não estão em atividade no momento, dois depósitos minerais adicionais e escritórios de vendas e marketing no Reino Unido e Singapura. Juntos, os negócios geraram um EBITDA de US$ 146 milhões no ano de 2015.

A China Molybdenum está inserida principalmente na mineração, processamento, fundição e processamento profundo de tungstênio e molibdênio; exportações de molibdênio, tungstênio e produtos químicos; mineração e processamento de cobre; bem como na mineração, processamento, produção e venda de ouro e prata. A CMOC opera a quarta maior produtora de cobre na Austrália, Northparkes, que está localizada a 27 quilômetros ao norte do município de Parkes, no Centro-Oeste NSW. Northparkes é 80% de propriedade da CMOC e é gerida e operada em nome da Northparkes Mines Joint Venture. Além disso, a CMOC opera a mina Sandaozhuang, de molibdênio e tungstênio, da qual é 100% proprietária, localizada em Luoyang China.

Mark Cutifani, presidente global do Grupo Anglo American, disse: “A venda dos nossos negócios de nióbio e fosfatos é outro passo positivo no reposicionamento estratégico da Anglo American que anunciamos em fevereiro. Os proventos da transação, juntamente com as melhorias de produtividade e redução de custos que estamos promovendo no negócio, nos permitirão continuar a reduzir a nossa dívida líquida para o nosso nível desejado de menos de US$ 10 bilhões no final de 2016. Essa transação confirma o nosso compromisso com a criação da nova Anglo American, posicionada para oferecer rentabilidade e fluxos de caixa robustos ao longo do ciclo de preços”.

A transação é condicional às habituais aprovações regulatórias da República Popular da China e à aprovação dos acionistas da CMOC. A Anglo American recebeu compromissos vinculatórios dos dois principais acionistas da CMOC, detentores de 63% das ações, para apoiar a transação. É estimado que a transação seja concluída no segundo semestre de 2016. A Anglo American planeja usar os proventos para reduzir o seu nível de endividamento.

Mina Boa Vista da Anglo American, que produz nióbio

O negócio Fosfatos abrange os seguintes ativos e instalações:

• Mina Chapadão

• Planta de beneficiamento em Ouvidor

• Complexo químico em Catalão

• Complexo químico em Cubatão

• Depósitos minerais Coqueiros e Morro Preto

O negócio Nióbio abrange os seguintes ativos e instalações:

• Mina Boa Vista

• Planta de beneficiamento e metalúrgica Boa Vista

• Planta Boa Vista Fresh Rock (BVFR)

• Planta Tailings

• Mina I e Mina II (que não estão em atividade no momento)

• Depósitos minerais Área Leste e Morro do Padre

Produção

1º Trimestre 2016

2015

Nióbio (t)

1.400

6.300

Fosfatos (t)

Concentrado

333.100

1.341.400

Ácido Fosfórico

79.100

265.100

Fertilizantes

274.900

1.110.800

DCP

31.500

147.300

Resultados financeiros (US$m, 2015)

Receita

$544

EBITDA

$149

Lucro antes de impostos

$69

Ativos brutos

$1.279

Fonte: Revista Minérios & Minerales

2 comentários em “Anglo American assina acordo de US$ 1,5 bilhão para venda dos negócios de Nióbio e Fosfatos

  • 5 de abril de 2019 em 09:22
    Permalink

    Eu tenho uma terra que eu creio que tenha nióbio .por não tá seguro se realmente éu queria fazer a anales do produto que tenho

    Resposta
  • 5 de abril de 2019 em 09:58
    Permalink

    Tenho uma terra que posa ter nióbio .como faso pra fazer a anales

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *