Dedicada à Redução de Custos, Aumento de Produtividade e Manutenção Industrial na Mina e na Planta
Dedicated to Cost Reduction, Productivity, Industrial Maintenance at the Mine and Plant
Youtube
Twitter
Flickr
Youtube
Contact
 
Diminuição do tempo de permanência dos trens no Terminal Pires
Com o aumento de expedição de minérios previsto no  Terminal  Ferroviário  do  Pires  para  os  próximos 
anos,  após  avaliação  das  oportunidades,  concluiu-se que seria necessário reduzir o tempo de carregamento de trens por falta de capacidade do sistema logístico. 
 
Este acréscimo será ocasionado pelo aumento de produção do Complexo Itabiritos (MG) e pela entrada de 
operação da Estrada Pico Fábrica.
 
Para identificar os problemas do terminal de expedição do Pires com objetivo de reduzir o tempo total de permanência  de  trens  foi  utilizada  a  metodologia Seis  Sigma,  buscando  relacionar  as  causas  mais  rele-
vantes que impactavam neste tempo e, após as análises dos focos do problema, definir as ações. Entre essas ações, pode-se destacar a de realocação do posto de trabalho do operador do terminal, juntamente com os equipamentos da balança ferroviária, para junto do ponto de aspersão, reduzindo em mais de 55% a distância que o operador precisava deslocar para concluir suas tarefas em cada carregamento de trem. Além disso, foi operacionalizado o aspersor e amostragem para 5 km por hora e adequado o limpa-trilhos para limpeza de passagem de nível.
 
Após a implantação das ações, foi notável a redução do tempo de permanência e da variabilidade, tornando o processo mais capaz e estável.
 
INTRODUÇÃO
 
Com o aumento de expedição de minérios previsto no Terminal Ferroviário do Pires – Mina Fábrica – para os próximos  anos,  superando  já  no  primeiro  ano  em quase 500 mil t a capacidade, a partir de setembro de 
2014 a equipe analisou as oportunidades que possibilitariam o aumento de expedição no terminal, selecionando atuar no tempo de permanência, onde a equipe teria autonomia para atuar. Este acréscimo de expedição  será  ocasionado  pelo  aumento  de  produção  do Complexo Itabiritos e pela entrada de operação da Estrada Pico Fábrica.
 
O indicador tempo de permanência de trens é a medição do tempo entre a chegada do trem no terminalaté a sua partida. É divido em três momentos: antes, durante e depois. No momento “antes” são realizadas as tarefas recebimento, vistoria e posicionamento. No momento  “durante”  são  realizadas  as  tarefas  de manobras  de posição e inspeções de linha férrea e carga. No momento “depois”  são  realizadas  as  tarefas de  aspersão,  pesagem via balança ferroviária dinâmica, teste de freio e documentação fiscal do trem. Cada evento do trem é acompanhado através de sistema próprio, denominado SCTE – Sistema de Controle de Trens e Eventos, contendo alto nível de detalhes, o que contribuiu para análise de dados utilizando as ferramentas indicadas na metodologia Seis Sigma.
 
A meta geral foi reduzir o tempo médio de permanência de trens do Terminal do Pires em 8 min, saindo de 224 para 216 min, até junho de 2015, com período de  verificação  de  junho  a  agosto  de  2015,  definida pelo método da lacuna, determinando como baseline o período de setembro de 2014 a janeiro de 2015, período mais estável após implantação de outras melhorias no processo.
 
A meta proposta pelo projeto apresenta para a empresa  um  aumento  de  capacidade  de  expedição  de 118 mil t/ano no terminal do Pires. 
 
DESENVOLVIMENTO
 
Observando a permanência através dos gráficos de Pareto e dispersão de pontos, nota-se diversos eventos que  não  são  do  processo,  com  baixa  frequência, porém com alto impacto. 
 
Os eventos foram agrupados em processo e desvio, podendo  notar  grande  variabilidade,  apresentando 
maiores  oportunidades  de  melhoria.  Os  eventos  do tipo  processo,  retirando  os  outsiders,  devem  ser normais. Os eventos do tipo desvio, concentrados próximos de zero – porém, vários pontos com alto valor e 
que impactaram fortemente no indicador. 
 
No  diagrama  de  árvore  e  Pareto  quantifico-se  os eventos  que  mais  impactaram  no  tempo  de  perma-
nência e então foram priorizados os focos de atuação, sendo “em carregamento” e “em aspersão”, represen-
tando 87,4% do tipo processo. Os eventos “aguardando pesagem”, “aguardando aspersão” e “limpeza de linha”, representando 52% do tipo desvio.
 
ESTABELECIMENTO E IMPLANTAÇÃODO PLANO DE AÇÃO
 
Após a análise do processo, foi estabelecido um plano com 16 ações.
 
Dentre as ações, pode-se destacar algumas. A redefinição  da  ferramenta  “limpa-trilhos”,  que  era  utilizada 
para fazer a limpeza de linha, porém inadequada passagem de nível, ondem foram instalados implementos de 
pá  carregadeira,  possibilitando  executar  a  limpeza  dos sulcos nas passagens de nível com maior agilidade, reduzindo a necessidade de trabalho manual.Outra  ação  simples  e  que  trouxe  resultados  foi  realocar o posto de trabalho e os equipamentos da balança ferroviária para junto do ponto de aspersão, reduzindo  em  55%  (2.250  m)  a  distância  que  o  operador precisa  deslocar  para  executar  todas  as  tarefas  de  um 
único carregamento.
 
VERIFICAÇÃO DOS RESULTADOS
 
Na  verificação  do  projeto,  os  resultados  foram considerados ótimos, com redução da média e da va-riabilidade do indicador geral e dos focos priorizados.  Em  aspersão,  resultado  também  excelente, principalmente  das  ações  de  operacionalização  do aspersor e controle das velocidades do trem durante  a aspersão  e  amostragem.  Os  eventos  “aguardando aspersão”, “aguardando pesagem” e ‘limpeza  de linha”,com  resultados  muito  bons  de redução  das  médias  e  variabilidades,  decorrentes das  ações  de realocação  do  posto  de  trabalho  do operador,  obtidos  através  da  redução  significativa da  distância necessária  para  o  profissional  realizar todas as tarefas do carregamento de trem.
 
A capacidade de expedição do terminal do Pires superou a meta proposta pelo projeto, ultrapassando a demanda do terminal para os próximos anos.
 
Após  esta  significativa  redução  do  tempo  de permanência,  foi  possível  a  retirada  de  uma  carregadeira modelo 990H do terminal, realocando para outras  atividades  na  mineração,  trazendo  redução nos custos de expedição de aproximadamente US$ 350 mil por ano neste terminal.
 
Outros  indicadores,  como  o  peso  médio,  também  obtiveram  impactos  positivos,  resultado  de maior controle do processo e padronização das atividades.  Também  pode  se  destacar  os  ganhos  em eficiência energética,  aumento  de  produtividade dos  ativos  da  logística  com  a  redução  do  ciclo  de carga e descarga mina porto.  Para  a  manutenção  dos  resultados  obtidos,  foi revisado o procedimento de carregamento ferroviário, incluindo as melhores práticas de realizar a tarefa. Foi padronizado o envio diário do relatório do controle do processo implementado, analisando as ocorrências  de  tempos  fora  da  meta  trem  a trem, apresentando também o andamento das metas específicas.  Também  foi  elaborado  um  controle  ma-
nual das apropriações dos eventos do carregamento,  realizado  pelo  operador  do  terminal  que  anota todos os eventos do trem para uso em estatísticas.
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS
 
O  controle  e  as  melhorias  do  processo,  aliadas às  ferramentas  da  qualidade  e  produção  enxuta, são essenciais  para  que  a  empresa  se  mantenha num  mercado  desafiador  com  custos  competitivos e satisfação  do  cliente.  A  metodologia  Seis  Sigma traz conceitos pertinentes para a indústria, buscan-
do não somente o atingimento das metas especificadas,  mas  principalmente  a  redução  da  variabilidade  no processo,  onde  podem  ser  obtidos  os maiores ganhos.
 
A melhoria é contínua e nunca termina, e ao resolver  um  problema,  outro  fica  mais  aparente,  e  é apenas o gargalo mudando de local.


quinta-feira, 20 de julho de 2017
Fonte: Revista Minérios & Minerales
Publicidade
  • newsletter MM
  • Boart Long Year
  • JLG
  • Voestalpine
  • JLG
  • Banner Esco
  • Mineiração
  • britanite
  • Tecnologia do Concreto
  • MSA
  • IM Mining
  • martin
  • VIII Workshop
  • Sandivk
  • Tega
  • banner da Osisoft
  • contato internacional
  • JLG
A republicação e divulgação de conteúdos públicos são permitidas, desde que citados fonte, título e autor. No caso dos conteúdos restritos, não é permitida a utilização sem autorização do responsável. É totalmente livre a citação da URL do Portal (http//www.revistaminerios.com.br) em sítios e páginas de terceiros.
© 2017 - Revista Minerios - Todos os direitos reservados.
L2 Comunicação e Tecnologia